fbpx
logo
logo
Clara Ibiúna Resort proporciona descanso e lazer em meio a muito verde

Clara Ibiúna Resort proporciona descanso e lazer em meio a muito verde

Com uma linda vista panorâmica para a represa de Itupararanga e cercado por uma plantação de trigo, o Clara Ibiúna Resort – a 12km do centro de Ibiúna e a duas horas de Campinas – é local de pura descompressão para a família, sem abrir mão do charme de uma arquitetura que se integra perfeitamente à natureza. O hotel oferece atividades para crianças e adultos, além de refeições variadas e saborosas, inclusas nas diárias.

Passeios de caiaque, stand up paddle, esquiboia, esqui aquático, e vela – a depender da época do ano – são algumas das opções de esportes aquáticos possíveis no Clara Ibiúna. Além dessas atividades, os hóspedes não muito radicais podem desfrutar no resort de passeios de lancha, pesca, tênis, quadra poliesportiva, trilhas, passeio a cavalo, e arco e flecha.

 

Esquiboia no Clara Ibiúna Resort - Foto: Cassio Vasconcelos | Divulgação

Esquiboia no Clara Ibiúna Resort – Foto: Cassio Vasconcelos | Divulgação

 

Inaugurado em 2017, o hotel conta com 71 apartamentos confortáveis, com camas king size, varanda, banheira e kits de banho L’Occitane nos banheiros. O espaço abriga ainda três piscinas, sendo uma coberta para adultos e crianças, saunas seca e a vapor – com vista para a represa – academia equipada, brinquedoteca, salão de jogos, e um Spa by L’Occitane, que oferece banhos, massagens diversas e tratamentos para corpo, e conta com um salão de beleza.

O resort disponibiliza ainda um teatro, onde as famílias podem se divertir a noite toda. O auditório recebe atrações como banda de pop e rock, pocket shows e gincanas. Neste momento, a capacidade está reduzida e a utilização de máscara em todos os espaços comuns do hotel é obrigatória.

 

Vista dos quartos superiores do resort - Foto: Cassio Vasconcelos | Divulgação

Vista dos quartos superiores do resort – Foto: Cassio Vasconcelos | Divulgação

 

Uma capela, na parte mais alta do Clara Ibiúna, é outro atrativo. O local contemplativo é ideal para fotos, além de meditações. Outro destaque é a sala de bem-estar, ao lado do restaurante do hotel, onde os hóspedes podem descansar após as refeições com chás e água saborizada à disposição, em um ambiente com lindas peças de decoração em um projeto assinado pela designer de interiores Marina Linhares.

A variedade no buffet do resort impressiona. São diversas opções de massas e proteínas – destaque para o salmão e o filet mignon –, além de uma mesa farta de saladas. Entre as sobremesas, bolos, tortas, rabanada, sorvetes e picolés agradam crianças e adultos. No mesmo local, um bar de drinques oferece opções como negroni, aperol spritz, gin, além de uma carta variada de vinhos.

 

Piscina descoberta e climatizada do Clara Ibiúna Resort - Fotos: Cássio Vasconcelos | Divulgação

Piscina descoberta e climatizada do Clara Ibiúna Resort – Fotos: Cassio Vasconcelos | Divulgação

 

Em dezembro deste ano, o Clara Ibiúna inaugura seu projeto de ampliação, com novos apartamentos, complexo para eventos corporativos e sociais, e mais opções de lazer. A obra é assinada pela arquiteta Mariana Albuquerque, do Studio DWG.

Hotel Villa Rossa é destino de esportes ao ar livre e eventos corporativos em meio à Mata Atlântica

Hotel Villa Rossa é destino de esportes ao ar livre e eventos corporativos em meio à Mata Atlântica

A apenas 40 minutos de São Paulo e uma hora e meia de Campinas, o Hotel Villa Rossa, em São Roque, tem arquitetura inspirada em vilas italianas, e garante esportes ao ar livre e relaxamento em acomodações privativas. Em meio a 350 mil m2 de Mata Atlântica, o local contou com uma consultoria da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein para controle dos protocolos sanitários.

 

vista aérea do hotel Villa Rossa, em São Roque - Foto: Divulgação

Vista aérea do hotel Villa Rossa, em São Roque – Foto: Divulgação

 

O Villa Rossa oferece hospedagens em apartamentos de até 70 m2, mas o descanso mais charmoso fica na Villa dos Lofts, que possui 18 acomodações desse tipo. Os Lofts de 110 m2 contam com lareira, piscina privativa e recebem até cinco pessoas. Por ali, é possível fazer as refeições no restaurante à la carte Siracusa, de gastronomia internacional. Fora da Villa, o hotel ainda disponibiliza outros cinco restaurantes, com buffet incluso na diária, além de três bares com adega climatizada.

 

Campo de golfe do Hotel Villa Rossa - Foto: Divulgação

Campo de golfe do Hotel Villa Rossa – Foto: Divulgação

 

Entre as opções de esportes e lazer ao ar livre, há caiaque, tirolesa, parede de escalada, campo de golfe, quadras de tênis e poliesportiva, campos de futebol e piscinas. Academia, spa e saunas completam as possibilidades de descompressão do estresse no hotel.

Para aqueles que planejam reuniões e encontros corporativos em breve, o local ainda tem seis salões, oito salas de apoio e o Anfiteatro Paulo Autran – um Auditório para 212 pessoas –, com uma equipe profissional do hotel à disposição para eventos, em 3.200 m2 destinados aos negócios no Villa Rossa.

O hotel fica na Rua Cora Coralina, 350, no bairro Vila Darcy Penteado, no município paulista de São Roque. O valor das diárias varia entre R$ 800,00 (nos apartamentos) e R$ 2.000,00 nos lofts. É possível fazer sua reserva através do site www.villarossa.com.br.

 

Fortim no Ceará é lugar ideal para os amantes de Kitesurf e para visitantes que desejam descansar em meio à natureza

Fortim no Ceará é lugar ideal para os amantes de Kitesurf e para visitantes que desejam descansar em meio à natureza

Fortim: destino conhecido de kitesurf, a costa leste do Ceará tem clima quente o ano inteiro e hotelaria confortável para descanso em meio à natureza

Atletas de kitesurf costumam viajar em busca de bons ventos. Muitas vezes, o lugar ideal para o esporte é também uma praia isolada e paradisíaca, unindo, sem dúvidas, o útil ao agradável. A parte boa é que essas descobertas recebem praticantes amadores ou apenas visitantes que desejam descansar em um refúgio isolado na natureza, em clima de verão praticamente o ano todo. É o caso da cidade de Fortim, a 130 km do Aeroporto de Fortaleza.

 

Prática de kitesurf na praia Canoé - Foto divulgação Jaguaribe Lodge

Prática de kitesurf na praia Canoé – Foto divulgação Jaguaribe Lodge

 

Os meses de setembro a março marcam a temporada ideal para o kitesurf na região. Graças ao vento constante e a temperatura da água de 28 graus, o local é um verdadeiro paraíso para kitesurfistas. Em uma área de oito hectares com uma extensão de 1,5 km de praia, onde o rio se encontra com o mar, está o hotel Jaguaribe Lodge & Kite. Com apenas 23 bangalôs, todos com vista para o mar da Praia Canoé, e construídos sobre palafitas para que a vegetação local e as dunas permanecessem intocadas, o lugar garante privacidade, charme e conforto, além da prática do esporte.

 

Quarto do Jaguaribe Lodge & Kite – Foto divulgação

 

A estrutura do Jaguaribe Lodge é feita em madeira reflorestada e foi construída de forma suspensa. A cobertura é de palhas de carnaúba, árvore típica. A sensação de imersão na natureza é completa, não há quiosques, aglomerações e outros sons que são sejam os da própria fauna e flora local.

Os bangalôs recebem casais e famílias de até seis pessoas, que podem aproveitar uma extensa piscina, uma área aberta para as refeições no restaurante do hotel, e um espaço agradável em frente à praia para drinques e petiscos, que recebem também DJs aos sábados e domingos. Por ali, as porções com mariscos, lulas e camarões, e os coquetéis, como aperol spritz e mojito, encontram o cenário ideal.

 

Decks do Jaguaribe Lodge & Kite – Foto divulgação

 

A experiência gastronômica se estende do café-da-manhã, que começa com frutas frescas e diversas, pães, omeletes e tapiocas, ao almoço e ao jantar, que exaltam pratos com frutos do mar e risotos. Destaque para o polvo grelhado com cucuz marroquino, aos camarões grelhados ao curry e ao filé de dourado na chapa com creme de açafrão, além das deliciosas saladas como a tropical, com manga e camarões, e a italiana, com presunto parma.

 

Piscina e área para café da manhã do Jaguaribe Lodge & Kite

Piscina e área para café da manhã do Jaguaribe Lodge & Kite – Foto divulgação

Um pedacinho da França

Outra vivência saborosa se encontra no restaurante do Hotel Vila Selvagem, a 20 minutos de carro do Jaguaribe Lodge. O menu, que ganhou consultoria do chef estrela Michellin Emmanuel Ruz, apresenta opções modernas e clássicas da cozinha franco-brasileira, e são acompanhadas de rótulos exclusivos vindos do sul da França, que tornam o momento ainda mais prazeroso. No local arejado de frente para a Praia Pontal de Maceió, vale experimentar a lagosta inteira grelhada com manteiga e ervas e a peixada com arroz e pirão. De sobremesa, há crème brûlée de três sabores e uma deliciosa torta de maçã.

 

Vista aérea do hotel Vila Selvagem - Fotos divulgação - Marcelo Isola

Vista aérea do hotel Vila Selvagem – Fotos divulgação – Marcelo Isola

 

O Vila Selvagem ainda conta com um bar em frente à piscina, com uma impressionante vista panorâmica, que funciona durante o dia até o pôr do sol. Rodeado de vegetação tropical, ali são servidos bebidas, drinques e pequenas refeições, entre peças de decoração que chamam a atenção, entre o rústico e o contemporâneo. Aliás, todo o hotel possui 100 obras de artistas locais e internacionais, que agregam ainda mais beleza à vista do mar e das areias brancas da praia.

 

Prato do hotel Vila Selvagem - Fotos divulgação - Marcelo Isola

Prato do hotel Vila Selvagem – Fotos divulgação – Marcelo Isola

 

Todas as 28 acomodações do Vila Selvagem possuem camas king size confortáveis, cofres individuais, frigobar, ar-condicionado e acesso a rede WIFI, e recebem casais e famílias de até cinco pessoas.
Os hóspedes ainda podem se aventurar no Kite Point Vila Selvagem. O treino profissional fica por conta do francês Rémi Bodin, experiente kitesurfista que escolheu Fortim para viver. Com transfer gratuito, é possível começar o dia velejando na boca do Rio Jaguaribe, no Jaguaribe Lodge & Kite, e terminar a prática no Vila Selvagem. Uma experiência única, que explora a costa leste cearense por meio de seus ventos.

 

Acomodação do hotel Vila Selvagem - Fotos divulgação - Marcelo Isola

Acomodação do hotel Vila Selvagem – Fotos divulgação – Marcelo Isola

 

Hotel Vila Selvagem
Rua Ernestina Pereira, 401 –
Praia de Pontal do Maceió – Fortim, Ceará
tel. 88 3413-2031.
Diárias: A partir de R$ 700,00

Hotel Jaguaribe Lodge & Kite
Rua Praia Canoé – Pontal de Maceió, Fortim, Ceará
tel. 88 9 8121-0441.
Diárias: A partir de R$ 935,00

Clima de aventura e descoberta no Sítio do Carroção

Clima de aventura e descoberta no Sítio do Carroção

Sítio do Carroção, no interior de São Paulo, recebe crianças durante as férias de julho com inúmeras atividades ao ar livre e de puro conhecimento.

O Sítio do Carroção, um acampamento localizado em Tatuí, a 120 km de Campinas, chegava a receber 300 alunos por dia para atividades extracurriculares antes da pandemia. Ao longo de 2020, o local passou por adaptações e reabre com passeios educativos e divertidos para as crianças, além de uma experiência de descanso para os adultos.

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Nas férias de inverno, crianças e adolescentes de 5 a 16 anos podem explorar o maior aquário de água doce do Brasil, com 180 mil litros de água alimentados por duas cachoeiras. Nele vivem tucunarés, cacharas, piranhas, cascudos e muitas outras espécies de peixes. No Sítio, os pequenos ainda podem se divertir em trilhas cinematográficas e em verdadeiro estilo “Indiana Jones”, com bússolas e mapas em busca por tesouros perdidos, além de terem a chance de descer em alta velocidade por um tobogã com 103 metros, que passa por dentro de uma caverna. Destaque também para a experiência única de avistar um esqueleto de um enorme Tiranossauro Rex no parque paleontológico do local.

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

As atividades foram ajustadas com menor capacidade – agora cada grupo pode ter até 18 pessoas – uso de máscara obrigatório e uma equipe médica sempre disponível. Fora da temporada de férias escolares, os pais também podem se hospedar no Carroção. São 25 quartos confortáveis e uma área externa com piscina, onde são servidos drinques. O restaurante do sítio apresenta um menu à la carte que remete aos sabores do Brasil, da Itália e do Mediterrâneo, e a adega inclui rótulos das principais vinícolas do mundo.

O Sítio do Carroção opera com o sistema all inclusive. Os hóspedes contam com cinco refeições diárias, acompanhamento de monitor 24h, translado de São Paulo, jogos e festas temáticas.

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Serra fluminense oferece opções exclusivas de hospedagem

Serra fluminense oferece opções exclusivas de hospedagem

Para quem quer fugir do calor e da agitação do Rio de Janeiro, a serra fluminense esconde opções de refúgios espetaculares.

Rio de Janeiro é sinônimo de calor e de praias lotadas, e deve ser por isso que os cariocas em busca de sossego e de temperaturas mais amenas têm a serra fluminense como destino preferido. E não é de hoje, todo mundo sabe que, dois séculos atrás, foi Dom Pedro II que fundou a cidade de Petrópolis. Da capital, são apenas 70 km até Petrópolis e 90 km até Itaipava. É literalmente uma escapada. A beleza natural e a abundância de matas, lagos e cachoeiras fez da região um celeiro de hotelaria.

 

Foto: Divulgação

Les Roches – Foto: Divulgação

 

É na região de Itaipava, mais precisamente no Vale do Cuiabá, que se encontram as duas pousadas mais reservadas e sedutoras da região. A Les Roches fica a 20 minutos de Itaipava. Além do conforto dos dez chalés, todos com lareira, banheira de hidromassagem, camas king size e outros mimos, ainda tem a Mata Atlântica que parece invadir os quartos. Tem até quadra de tênis e campo de golfe para quem aprecia. A proprietária fez hotelaria na renomada escola Les Roches na Suíça e com isso a gastronomia é um destaque do lugar, que já foi amplamente premiado e integra a associação Roteiros de Charme.

 

Foto: Divulgação

Pousada Tankamana – Foto: Divulgação

 

Do mesmo nível e de frente para o mesmo vale se encontra outra pérola: a pousada Tankamana. Essa também com chalés isolados uns dos outros e todos com lareira, alguns tem até ofurô ou banheira de hidromassagem dupla com vista panorâmica e sauna. E como não podia ser diferente, o restaurante é outro ponto alto desse refúgio e é reconhecido como um dos melhores da serra. Gastronomia no melhor estilo “farm to table”. Juntando isso tudo ao visual que faz da mata um jardim particular fica difícil querer sair dali para conhecer o que quer que seja.

 

Casa Marambaia - Foto: Divulgação

Casa Marambaia – Foto: Divulgação

 

A minha última dica da serra é o aclamado Casa Marambaia, situado em um casarão colonial da década de 1940 de frente para a cordilheira do Parque Nacional da Serra dos Órgãos no distrito de Corrêas, em Petrópolis. Esse hotel boutique de apenas sete suítes no andar superior do casarão – que ficou fechado por 70 anos até ser assumido e recuperado por um grupo hoteleiro de luxo – traz o requinte da arquitetura e dos móveis de época. Tudo foi preservado e restaurado, do piso de mármore aos papéis de parede, do jeito que era nos anos 1940.

A gastronomia também é cinco estrelas, com cardápio assinado pelos chefs franceses Roland Villard e David Mansaud em parceria com o brasileiro Bruno Hamad, e tem como foco os legumes e verduras da horta orgânica. Sala de massagem, academia, quadra de tênis e uma top adega completam a lista de mimos. E para fechar com chave de ouro, o projeto do imenso jardim, datado da década de 1950, é assinado por ninguém menos que Burle Marx.

Nem parece que o caos do Rio de Janeiro está a menos de 100 km de tudo isso. É importante lembrar que lugares tão exclusivos como esses devem ser reservados com uma boa antecedência. Não tem como a sua estadia não merecer o título de romance.

Até!