Edifício Martinelli comemora centenário com nova agenda de eventos e festas que agradam diferentes estilos

Edifício Martinelli comemora centenário com nova agenda de eventos e festas que agradam diferentes estilos

O edifício Martinelli celebra um século do início de sua construção e agora recebe eventos nos últimos andares e em seu terraço

O primeiro grande arranha-céu de São Paulo, o edifício Martinelli – projeto do arquiteto húngaro William Fillinger, da Academia de Belas Artes de Viena – acompanhou mudanças históricas e urbanísticas da cidade. Com 100 metros de altura, o prédio celebra um século do início de sua construção e agora recebe eventos nos últimos andares e em seu terraço, e prevê ainda a incorporação de novos serviços nos próximos meses.

 

Fachada do Edifício Martinelli, em São Paulo – foto iStockphoto

 

À sua época, nos anos 1930 e 1940, o Martinelli impressionava não só pelas dimensões como pela rica ornamentação e luxuoso acabamento: portas de pinho de Riga, escadas de mármore, espelhos e papéis de parede belgas, louça sanitária inglesa, elevadores suíços, pintura a óleo e 40 quilômetros de molduras de gesso em arabescos compunham o edifício. O prédio foi completamente remodelado pelo prefeito Olavo Setúbal, em 1975, e reformado novamente em 1979. Atualmente, abriga órgãos municipais, além de lojas no piso térreo – mas há muito a ser feito para receber verdadeiramente paulistanos e turistas. 

De olho nisso e acompanhando investimentos feitos na região central de São Paulo, o grupo Tokyo – que detém bar, balada e restaurante de mesmo nome – venceu a licitação para administrar a loja 11 e os andares de 25 a 28 do edifício, o que totaliza uma área de 2.570 metros quadrados. Hoje, o valor estimado de investimento é R$ 98 milhões.

 

Evento no terraço do Edifício Martinelli – foto Carol Kriege R | divulgação

 

O grupo já promove eventos no local, como festas latinas, baladas eletrônicas, rodas de samba, exposições de arte, além de visitação guiada gratuita pelo edifício. O calendário deve seguir até setembro em celebração aos 100 do Martinelli e pode ser acompanhado no Instagram @edificiomartinelli.

Edifício Martinelli
Avenida São João, 35, Centro Histórico.
Tel 3116-2777.

Punta del Este oferece ótimos roteiros de enoturismo que unem vinho e arte à gastronomia típica

Punta del Este oferece ótimos roteiros de enoturismo que unem vinho e arte à gastronomia típica

Cidade uruguaia de Punta del Este possibilita passeios por pequenas vinícolas e ainda apresenta museus que inserem obras na encantadora natureza local

Os brasileiros estão familiarizados com roteiros de enoturismo espelhados pela Argentina. De Mendoza a Salta, passando por restaurantes e hotéis especiais em Buenos Aires, as indicações se multiplicam ano após ano. Já o Uruguai reserva vinícolas menores em sua maioria e se mantém como destino versátil e pouco explorado em sua diversidade, unindo vinho e arte à gastronomia típica.

Punta del Este surpreende aqueles que esperam apenas praias, cassinos e compras em lojas grifadas. A cidade litorânea, conhecida por seu balneário com prédios elevados e enormes varandas, apresenta também roteiros por vinícolas em seu entorno, destacando menus harmonizados e museus próximos. O hotel Enjoy Punta del Este Casino & Resort lançou neste ano o projeto Punta Wine Trips, com a proposta de unir a arte da produção de vinhos uruguaios de alta qualidade ao mundo da gastronomia, proporcionando uma imersão na cultura local.

Os roteiros de cinco ou sete dias, com a possibilidade de inclusão de aéreo com voos diretos para Punta del Este, partindo do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, contam com visita guiada pela Bodega Alto de la Ballena – uma vinícola boutique e familiar, e uma das pioneiras na região. As uvas ali produzidas atingem um ótimo nível de maturação e expressam um interessante terroir, já que o território combina influências do sol, mar e montanhas.

 

Experiência na Bodega Alto de la Ballena – foto divulgação

 

Na vinícola, é possível contemplar a paisagem dos vinhedos em contraste com o Cerro Pan de Azúcar (Morro Pão de Açúcar) – com proporções reduzidas se comparadas ao irmão carioca, mas ainda assim impressionante. O passeio destaca a degustação de cinco vinhos reserva e alta gama, como o Tannat, típico do Uruguai, acompanhado de pães, queijos e charcutaria artesanal.

No itinerário está também a Bodega Garzón – a vinícola local com maior extensão e com estrutura mais robusta para receptivo – e uma das melhores do mundo pela Wine Star Award. A visita com tour explicativo sobre terroir e cepas ressalta a degustação de vinhos exclusivos e destaca pratos especialmente harmonizados com azeite de oliva extravirgem das Colinas de Garzón, a 60 km de distância de Punta, e almoço com menu desenvolvido pelo chef Francis Mallmann.

Para completar, os participantes do Punta Wine Trips podem experimentar um almoço no restaurante Las Espinas, da Bodega Bouza. Localizado a 200 metros acima do nível do mar e com uma visão panorâmica 360 graus da cidade, o refúgio oferece um cardápio com sabores especiais da culinária uruguaia. O enxuto menu evidencia empanadas, salada de lagosta, caviar e carpaccio de lombo nas entradas. Já os pratos principais na brasa destacam costela de cordeiro e opções de cortes dry-aged.

 

Ambiente agradável do Las Espinas – foto divulgação

 

Celeiro da arte

Equilibrando os goles e as garfadas com passeios artísticos, Punta del Este reúne uma seleção especial de museus. É sempre valioso destacar a Casapueblo – museu que materializa a obra do pintor e escultor uruguaio Carlos Páez Villaró. A apenas 15 minutos do centro de Punta, a casa branca construída com pedras em um costão levou 36 anos para ser erguida e é um cartão-postal da região. O local lembra a arquitetura das ilhas gregas, mas a inspiração do artista foi mesmo a casinha do pássaro Forneiro, conhecido como João de Barro aqui no Brasil.

 

Obras da Casapueblo – foto Shutterstock

 

Por lá, deve-se visitar o ateliê de Villaró, as salas que expõem e vendem obras e ainda ir a um pequeno cinema que mostra a história do artista. Todos os dias, no final de tarde, acontece a Cerimônia do Sol, quando é recitado o belo poema que ele escreveu em homenagem à estrela e à natureza. Nessa casa-escultura funciona também um restaurante, onde é agradável estender o passeio e apreciar a vista na companhia de uma taça de espumante ou vinho.

Outro reduto artístico impactante é o Museo de Arte Contemporáneo Atchugarry (Maca), inaugurado em 2022. O lugar reúne cinco salas de exposições, um teatro, um auditório e um gigantesco parque de esculturas – muitas do escultor Pablo Atchugarry, que é o artista uruguaio à frente da fundação que construiu o espaço.

 

Vista aérea do Museu de Arte Contemporáneo Atchugarry – foto divulgação

 

O museu é extenso, com 40 hectares, e mistura experiências internas e externas. É possível agendar visitas guiadas em carrinhos de golf e ainda contemplar os dois lagos e a vista dos morros ao redor.

O local abriga em seu acervo diversos artistas latino-americanos, como o brasileiro Vik Muniz, e possui entrada gratuita. Como está a 20 km do centro de Punta, é recomendável marcar a visita com os concierges dos hotéis, uma vez que os carros por aplicativo cobram altos valores e não estão distribuídos por toda a cidade.

Descanso merecido

Em Punta del Este as distâncias são curtas e a segurança é perceptível. É comum tomar banho de mar e deixar os pertences na areia sem preocupação, além de caminhar para bares e restaurantes tranquilamente, mesmo tarde da noite. Com vista para a Praia Mansa, mas a apenas 15 minutos da Praia Brava – onde está a conhecida escultura La Mano – o Enjoy Punta del Este Casino & Resort é opção de hospedagem bem localizada e dispõe de atrações para diferentes idades e propósitos.

 

Passarela na Praia Mansa – foto iStockphoto

 

O hotel apresenta diversos restaurantes, como o buffet de café da manhã e culinária internacional no Las Brisas, e o Blend Bar – restaurante descontraído dentro do casino do Enjoy. Mas os destaques ficam para o Provence, que oferece um ambiente mais sofisticado, uma adega cilíndrica com vinhos da região e do mundo, um menu de tapas e uma extensa carta de coquetéis. E ao Ovo Beach – beach club instalado na Praia Mansa – que disponibiliza um cardápio em que se combinam técnicas e texturas das culturas peruana e japonesa. O local recebe ainda DJs para festas ao pôr do sol.

O Enjoy Punta conta também com spa, com sauna seca, área de relaxamento com hidromassagem e salas de massagem, academia, duas piscinas, jacuzzi e salão de beleza. Às crianças, há o Kids Club, com profissionais de recreação que desenvolvem atividades, incluindo jogos ao ar livre nas dependências do hotel.

 

Piscina do Enjoy Punta del Este – foto Daniel Coccolo

 

Para experimentar os rótulos locais, contemplar as paisagens e a natureza do entorno da cidade, e provar as delícias gastronômicas uruguaias, os interessados no projeto Punta Wine Trips devem se atentar às datas dos passeios, que são entre abril e outubro, e estão sujeitos à disponibilidade. Os valores começam em US$ 949 por pessoa apenas para o programa terrestre, para quatro noites de hospedagem.

Enjoy Punta del Este Casino & Resort
Parada 4, Playa Mansa, Rb. Dr. Claudio Williman, Punta del Este,
Departamento de Maldonado, Uruguai.
Tel 11 3709-0000.
Diárias a partir de R$ 617.

* A jornalista viajou a convite do Enjoy Punta del Este Casino & Resort.

Acontece em SP em abril: SP-Arte na Bienal, Mara Cakes Fair, Agrishow e Bazar da Cidade

Acontece em SP em abril: SP-Arte na Bienal, Mara Cakes Fair, Agrishow e Bazar da Cidade

SP-Arte ocupa o Pavilhão da Bienal neste mês e posiciona a cidade como referência no cenário global das artes visuais e do design

Em 2024, a SP–Arte comemora duas décadas de existência e reflete o crescimento do mercado de arte nacional a cada nova edição. Neste ano, o evento acontece entre os dias 3 e 7 de abril, no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, e já é uma plataforma que impulsiona o setor dinamizando o intercâmbio entre galerias, artistas, curadores e pesquisadores, apresentando ao público geral a diversidade da produção artística do país.

“É uma feira plural, temos artistas jovens e consagrados, além da participação expressiva de designers, o que se reflete em um público também diverso”, conta Fernanda Feitosa, criadora e diretora da SP-Arte. O evento reúne mais de 180 expositores entre galerias de arte, estúdios de design, editoras e instituições culturais. 

 

Exposição na SP-Arte – foto Felipe Beltrame

 

A curadoria apresenta renomadas galerias brasileiras como Fortes D’Aloia & Gabriel, Luisa Strina, Mendes Wood DM, Millan, A Gentil Carioca, Nara Roesler, e uma nova geração incluindo Gomide&Co, Galatea, MaPa, Mitre, HOA, Verve, Central e Superfície. Destaca ainda grandes galerias internacionais como Continua (Itália), Herlitzka & Co (Argentina), Sur, Galería de Las Misiones e Piero Atchugarry (Uruguai), bem como RGR (México). 

Para expandir sua atuação, a SP—Arte inaugurou seu espaço permanente, a Casa SP–Arte, no ano passado, em umas das residências projetadas pelo artista e arquiteto modernista Flávio de Carvalho, nos Jardins. “Temos agora a oportunidade de dar asas a outros projetos, são ocupações de longo prazo”, ressalta. Em abril, o local recebe a mostra “Funil”, do arquiteto Isay Weinfeld.

 

Fernanda Feitosa, diretora da SP-Arte – foto Denise Andrade

Highlights

Confeitaria
A Mara Cakes Fair reúne as principais marcas, empresas e atrações que proporcionam ao público acesso às novidades e tendências da confeitaria. Em 2023, o evento contou com 40 mil visitantes e aproximadamente 160 marcas expositoras. Neste ano, a feira acontece de 11 a 14 de abril, na São Paulo Expo. Ingressos: www.maracakesfair.com.br

Agronegócio
Uma das maiores feiras de agronegócio, a Agrishow destaca soluções para todos os tipos de culturas e tamanhos de propriedades, além de ser reconhecida como o palco dos lançamentos das principais tendências e inovações para o agronegócio. O evento ocorre de 29 de abril a 3 de maio, em Ribeirão Preto. Ingressos: www.agrishow.com.br

Design artesanal
Com entrada gratuita, o Bazar da Cidade acontece em 27 e 28 de abril e retorna à Casa Museu Ema Klabin, no Jardim Europa, trazendo cerca de 60 expositores, com itens exclusivos de design, moda, bem-estar e gastronomia de vários lugares do mundo. Ao final da tarde, o visitante pode relaxar no jardim projetado por Roberto Burle Marx. 

Marcelo D2 abre espaço que mistura arte, moda, educação, samba e rap

Marcelo D2 abre espaço que mistura arte, moda, educação, samba e rap

Centro de Pesquisa Avançada do Novo Samba Tradicional Onde o Coro Come, de Marcelo D2, tem oficinas, debates, ensaios musicais e uma mostra de fotos que retratam o dia a dia nos subúrbios cariocas

O músico Marcelo D2, em parceria com Luiza Machado, é o idealizador do Centro de Pesquisa Avançada do Novo Samba Tradicional Onde o Coro Come, que funciona até o dia 22 de março no centro histórico do Rio, com a exposição “Linhagem Suburbana”. A mostra reúne 22 obras do fotógrafo Wilmore Oliveira, também conhecido como Youknowmyface, retratando o cotidiano dos subúrbios cariocas. O espaço mistura arte, moda, educação, tecnologia e comportamento, refletindo a contínua busca de D2 por experimentações sonoras e compartilhamento de seu processo criativo, e é uma continuação do projeto Iboru. O centro abriga ainda uma série de eventos e atividades, incluindo ensaios abertos de Marcelo D2 com convidados especiais, lançamentos de livros, oficinas e debates que celebram a cultura brasileira. A programação completa pode ser conferida no perfil de D2 no Instagram (@marcelod2), e a entrada é gratuita.

 

foto Caiano Midam | divulgação

 

Centro de Pesquisa Avançada do Novo Samba Tradicional Onde o Coro Come
Rua Sete de Setembro, 43, Centro.
Até o dia 22, de terça a sábado, das 11h às 19h.

Na peça “Um Filme Argentino”, Letícia Colin e Michel Melamed encenam situações que esmiúçam a intimidade dos casais

Na peça “Um Filme Argentino”, Letícia Colin e Michel Melamed encenam situações que esmiúçam a intimidade dos casais

Letícia Colin e Michel Melamed encenam a peça “Um Filme Argentino”, uma comédia romântica que fica em cartaz até 21 de abril no teatro Adolpho Bloch

A peçaUm Filme Argentino” começa mostrando um casal que discute pela enésima vez, até que ela sai de casa. Por causa da chuva, ela não vai muito longe e acaba adormecendo na portaria do prédio onde mora com o marido. Os dias passam e as mais diversas situações fazem com que a mulher permaneça ali até começar a chamar o local de “lar”. Essa é uma das situações encenadas por Letícia Colin e Michel Melamed na peça. O espetáculo composto por 24 “quadros” nos quais os atores interpretam dezenas de personagens segue a máxima proferida por William Shakespeare: “Todo casamento é um palco e todos os homens e mulheres não passam de meros atores”. A comédia romântica, excêntrica, poética e até política tem texto e direção do próprio Michel Melamed.

foto divulgação

 

Teatro Adolpho Bloch
Rua do Russel, 804, Glória.
Tel. 21 3553-3557.
Ingressos de R$ 50 a R$ 120.