A Fazenda Lano-Alto, em São Luiz do Paraitinga, oferece opções de cabanas imersas na montanha

A Fazenda Lano-Alto, em São Luiz do Paraitinga, oferece opções de cabanas imersas na montanha

A Lano-Alto, em Catuçaba, no topo da Serra do Mar – a duas horas e meia de São Paulo e a três horas de Campinas – é lugar para relaxamento no campo e degustação de produtos saborosos feitos artesanalmente. Com nascentes de água e cachoeiras rodeando a fazenda de vegetação preservada, as opções de hospedagem por ali são rústicas e acessadas por uma trilha de 15 minutos.

A Cabana do Mato acolhe até quatro pessoas, com cooktop e pia, banheiro com água quente e despensa com itens para cozinha. Não há wi-fi e pressa alguma, o local é ideal para quem quer desconectar. Já a Cabana Morro Acima recebe até seis hóspedes, dispõe de frigobar, banheiro completo e acesso à internet.

 

Cesta de produtos orgânicos da fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

Cesta de produtos orgânicos da fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

 

Foto Divulgação

Foto Divulgação

 

Fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

Fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

 

Com o valor extra de R$ 100 por pessoa e alternativa estratégica para o café da manhã e lanches durante o descanso na Lano-Alto, os visitantes também recebem uma cesta para alegrar a hospedagem, com itens como iogurte, queijo, leite cru, manteiga, ovos, doce de leite, mel, mostarda fermentada, café especial, ricota e pão caseiro. De acordo com a estação do ano, pode-se incluir ainda verduras, massas e grãos, como macarrão, polenta e pipoca.

Para aqueles que quiserem experimentar os produtos sem se hospedar, é possível realizar a compra online (www.lanoalto.com), reservar os produtos e organizar caronas coletivas para a retirada das delícias frescas na fazenda.

 

Cabana da Fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

Cabana da Fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

 

Cabana da Fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

Cabana da Fazenda Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

 

Cabana Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

Cabana Lano-Alto, em Catuçaba | Foto Divulgação

 

____________

Fazenda Lano-Alto
Site: www.lanoalto.com
Instagram: https://www.instagram.com/lano_alto/

Acesse as experiências do local:

Diárias a partir de R$ 800. Reservas via Arbnb.
Cabanas: https://lanoalto.com/#cabanass
Experiência: https://lanoalto.com/products/experiencia-da-fazenda-a-comida-do-divino
Curso “Queijos Frescos Franceses”: https://www.sertaobras.org.br/produto/curso-de-fabricacao-com-pierre-coulon-na-lano-alto/

Revista Online: Edição 148 – VCP

Revista Online: Edição 148 – VCP

Revista Online: Edição 148 – RIO

Revista Online: Edição 148 – RIO

Revista Online: Edição 148 – SP

Revista Online: Edição 148 – SP

Conheça 3 restaurantes do interior de São Paulo que proporcionam uma viagem pela culinária mundial

Conheça 3 restaurantes do interior de São Paulo que proporcionam uma viagem pela culinária mundial

Visite alguns dos restaurantes do interior paulista que promovem uma verdadeira viagem pelos sabores do mundo, com menus típicos e ambientes decorados

The Old Dutch
Com seus muitos moinhos de vento e sua arquitetura charmosa fruto da colonização neerlandesa na década de 1940, a cidade de Holambra é, por si só, destino ideal para um bate-volta com ares holandeses – e no restaurante The Old Dutch, essa viagem é expandida à mesa. No menu, os pratos tradicionais e bem-servidos são receitas familiares trazidas da Holanda ao Brasil por Robert Jager, dono do espaço. Os carros-chefes são os Rookworst (salsichões defumados servidos com patê de berinjela) e os Eisbein (joelhos de porco cozidos ou fritos, acompanhados por Hutspot e Appelmoes, purês de batata e maçã, respectivamente).

Estrada do Fundão, 200, Centro, Holambra.

 

Foto Família Coelho Studio

Foto Família Coelho Studio

 

Restaurante La Terrazza
A pouco mais de 150 km da capital, na cidade de Serra Negra, o La Terrazza tem design rústico inspirado nas bucólicas vilas da Toscana. Mesinhas expostas em um jardim florido transportam os comensais ao berço do renascentismo por meio de almoços e jantares, que podem ser apreciados de sexta a domingo mediante reserva prévia. Da cozinha, capitaneada pelo chef Allan Trigo, saem antepastos, saladas e massas frescas típicas da culinária italiana contemporânea. Destaque para o tagliatelle trufado com fonduta de parmesão e para o torteli de brie e damascos, que podem ser harmonizados com um bom vinho ou com algum dos drinques autorais da casa.

R. Nelsom Bruchini, 60, Portal da Serra, Serra Negra.

 

Foto divulgação

Foto divulgação

 

Casa Peruana
Pratos com peixes, frutos do mar, legumes e frutas, todos temperados com muito ají (pimenta do tipo chilli), são as estrelas do cardápio da Casa Peruana, em Campinas. Em um ambiente autêntico, decorado com tecidos étnicos de variadas cores, são servidos, além dos tradicionais ceviches e piscos – dois ícones do país andino –, especialidades como a Causa Limeña (espécie de escondidinho de batata recheado com frango, maionese, abacate, azeitona, ovo e molho huancaina) e o Pulpo Anticuchero (polvo grelhado temperado com molho de pimenta panka, batata, tomate cereja e alcaparras). Para beber, a escolha preferida é a Chicha Morada, refresco à base de milho roxo.

Rua Engenheiro Cândido Gomide, 381, Jardim Guanabara, Campinas.

 

Foto divulgação

Foto divulgação