fbpx
logo
logo
Pizzaria Mamma Jamma agora também está em São Paulo, a rede abre sua 1ª unidade no estado

Pizzaria Mamma Jamma agora também está em São Paulo, a rede abre sua 1ª unidade no estado

A pizzaria Mamma Jamma inaugura sua primeira unidade no estado de São Paulo, a décima da rede, no Parque Dom Pedro Shopping, em Campinas. A nova casa aposta em suas tradicionais receitas de fermentação lenta e no uso de insumos de alta qualidade.

Entre os destaques, está a pizza Mamma Jamma, que leva linguiça calabresa artesanal, molho de tomate, orégano, mozzarella e parmesão. Já a Mamma Quaresma, de autoria da chef Flávia Quaresma, é feita com queijo de cabra, pimenta rosa, azeitonas pretas marinadas em raspas de limão siciliano, tomate cereja assado, molho de tomate, mozzarella e manjericão.

 

Foto Divulgação

 

A unidade de Campinas conta ainda com um menu de almoço assinado pelo chef italiano Renato Ialenti. São 22 pratos principais, que passeiam pelos clássicos da culinária italiana, massas frescas, risotos e polpettone. Feito na casa, o nhoque está presente em três receitas. O al Quattro Formaggi, por exemplo, com gorgonzola, parmesão, brie e taleggio, é gratinado e finalizado com farofa de castanha do Pará.

Mamma Jamma
Avenida Guilherme Campos, 500, lojas 431, 432 e 433 – Alameda – Parque Dom Pedro Shopping – Jardim Santa Genebra

Revista Online: Edição 142 – RJ

Revista Online: Edição 142 – RJ

Revista Online: Edição 142 – VCP

Revista Online: Edição 142 – VCP

Revista Online: Edição 142 – SP

Revista Online: Edição 142 – SP

Parques aquáticos de Olímpia se consolidam como maiores e mais visitados da América Latina

Parques aquáticos de Olímpia se consolidam como maiores e mais visitados da América Latina

Na segunda metade do século passado, a Petrobras prospectou várias áreas no interior do estado de São Paulo. No município de Olímpia (a 440 km da capital e 360 km de Campinas), não encontrou petróleo, mas a empresa descobriu que o subsolo da região escondia outro tesouro: uma enorme fonte de águas termais, com temperaturas entre 25°C e 50°C.

De olho na exploração dessa riqueza de inestimável valor, um grupo de empresários e fazendeiros resolveu criar nos anos 1980 um clube para os moradores desfrutarem das águas quentes. Três décadas depois, a cidade abriga dois enormes parques aquáticos, que chegaram a receber, antes da pandemia, mais de 2 milhões de visitantes por ano, quase 40 vezes a população da cidade, que tem 54 mil habitantes, segundo o censo de 2016 do IBGE.

E onde se hospeda toda essa gente? A cidade acaba de ultrapassar Aparecida do Norte no ranking de municípios paulistas com mais acomodações: em Olímpia são 30 mil leitos, enquanto em Aparecida são “apenas” 21 mil. Olímpia possui a 2ª maior estrutura hoteleira do estado, só atrás da capital.

Alguns megaresorts surpreendem por seus números superlativos: o Olímpia Park Resort, por exemplo, possui 912 apartamentos; o Wyndham Olímpia Royal Hotels oferece 960 apartamentos, e o recém-inaugurado Solar das Águas Enjoy Park Resort, com 1.000 suítes, tem capacidade para receber até 6 mil hóspedes.

Foto Divulgação | Piscinas e “praias” do parque aquático Olímpia Hot Beach

Os dois grandes parques aquáticos que disputam a preferência de quem visita Olímpia são o Thermas dos Laranjais e o Hot Beach. O Thermas, inaugurado em 1987, é maior da América Latina e um dos mais visitados do mundo. São mais de 50 atrações para todos os públicos e idades espalhadas por uma área de mais de 300 mil m². Os destaques são os brinquedos radicais, como o Lendário (toboáguas com looping e quedas de até 28 metros de altura), a montanha-russa aquática (mais de 300 metros de pura adrenalina) e a piscina para sufistas, com ondas artificiais.

Mais novo e em operação desde meados de 2017, o Hot Beach é o preferido das famílias com crianças pequenas. São 90 mil m² com cerca de 20 atrações. A garotada se esbalda na ampla área infantil, e os jovens e adultos têm à sua disposição várias prainhas, rio com correnteza, toboáguas e muito espaço para relaxar em meio ao verde e à onipresente água quente.

Neste momento de crise hídrica, de ondas de calor assolando a Região Sudeste do país mesmo no inverno e de gasolina a R$ 7 o litro, Olímpia e suas “praias” se consolidam cada vez mais como o destino mais procurado por quem vive no noroeste de São Paulo, no Mato Grosso do Sul ou no sul dos estados de Minas Gerais e Goiás.