fbpx
logo
logo
Com ousado projeto arquitetônico, o recém-inaugurado Teatro B32 tem programação híbrida e eventos gratuitos

Com ousado projeto arquitetônico, o recém-inaugurado Teatro B32 tem programação híbrida e eventos gratuitos

Próximo à movimentada esquina das avenidas Brigadeiro Faria Lima e Juscelino Kubitschek, no Itaim, o Teatro B32 é um celeiro tecnológico e artístico em meio ao frenesi da metrópole. Inaugurado durante a pandemia e pensado especialmente para o “novo normal”, o espaço conta com equipamentos para transmissão de espetáculos online e uma estrutura preparada para o futuro 5G no Brasil.

Com capacidade para receber até 900 espectadores, o auditório é o primeiro do país a apresentar um palco envidraçado, que permite a integração da plateia à cidade em movimento. O ineditismo do espaço se estende à tecnologia Gala de retração das poltronas – sistema que possibilita moldar a disposição dos assentos de acordo com o evento a ser recebido. O design é obra do arquiteto Eiji Hayakawa.

 

Teatro B32 - Foto Marcelo Justo

Teatro B32 – Foto Marcelo Justo

 

Projetado para receber shows, peças teatrais, espetáculos de dança e eventos corporativos, o auditório integra o complexo cultural B32, gerido pelo empresário Rafael Birmann, e divide espaço com um centro comercial, um café, um restaurante de comida asiática e um jardim no rooftop. Na área externa, uma praça pública, concebida pelo americano Thomas Balsley (também criador do Riverside Park, em Nova York), recebe eventos gratuitos ao ar livre. A programação do espaço tem curadoria da diretora artística Sandra Rodrigues e pode ser acompanhada em www.teatrob32.com.br.

Teatro B32
Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3.732, Itaim Bibi, São Paulo
Acesse o site para conferir a programação completa do complexo: www.teatrob32.com.br

 

Protocolo Sanitário para combate ao COVID-19
Para a sua segurança e conforto de todos, para ingressar no Teatro B32, é obrigatório a apresentação da carteirinha de vacinação contra a covid-19 ou teste negativo para Covid-19 (PCR) realizado até 48hrs antes do evento ou teste negativo para Covid-19 (antígeno) até 24hr antes do evento. Serão aceitos, aplicativos que comprovam o esquema vacinal completo e também, o próprio cartão original junto com um documento com foto. Ambos os documentos serão conferidos na portaria.

A cantora e compositora Lia Paris conquista sucesso internacional com trabalhos multimídia de produção independente

A cantora e compositora Lia Paris conquista sucesso internacional com trabalhos multimídia de produção independente

Da infância circense, vivida entre os trapézios e os espetáculos de pirofagia, Lia Paris carrega o visual lúdico e o espírito livre. “Descobri com o circo que meu coração é nômade e que eu não sei estar presa ao chão. Não tenho casa, carro, cachorro ou endereço fixo. Levo apenas a minha arte, e essa fluidez já me faz completa”, define a cantora e compositora paulistana.

Inteira em sua inquietude, Lia reúne memórias dos países que visitou em suas quase duas décadas de trajetória artística no álbum “MultiVerso”, lançado no final de 2019 e com desdobramentos audiovisuais sendo divulgados apenas agora, pós-pandemia. Em arranjos que mesclam a batida eletrônica com recortes de soul, punk rock e jazz – ritmos que estudou ao redor do globo –, a artista canta dúvidas e apelos universais, como os anseios pelo futuro e o amor. “O single ‘Nosso Trato’ traça uma prospecção de como serão as relações humanas daqui a algumas centenas de anos.”

 

FOTO LOIRO CUNHA

 

Premiada pelo primor estético de seus videoclipes – só em 2020 foram duas vitórias no Los Angeles Film Festival, pelo trabalho de edição e cinematografia do curta surrealista “Coração Cigano” –, é ela quem assume a direção artística de todas as suas produções. “Sou uma artista independente, mas não faço um trabalho individual. Conheci profissionais incríveis nos Estados Unidos, na França, na Itália, e todos eles emprestam um pouco de sua experiência para o produto final. A arte itinerante é uma arte de encontros.”

Para o segundo semestre de 2022, a cantora planeja uma turnê pela Europa e negocia a primeira apresentação da carreira em solo mexicano. “Até lá, ficarei uns meses no Brasil, esperando a chegada do meu primeiro filho e trabalhando no meu primeiro projeto de preservação ambiental, um sítio de reflorestamento no interior de São Paulo”. A ideia é que o espaço reúna artistas dispostos a utilizar a arte como ferramenta de discussão e conscientização ambiental. “Por mais que leve uma vida itinerante, tenho uma relação muito forte com a natureza e suas divindades, e me angustia ver que o ser humano se descompassou da sua origem. É preciso que nos reconectemos urgentemente à terra, e eu acredito muito que a música possa ser essa ponte.”

Mini-casas do interior de SP atraem hóspedes para uma experiência de minimalismo em meio à natureza

Mini-casas do interior de SP atraem hóspedes para uma experiência de minimalismo em meio à natureza

A pandemia acentuou o desejo de muitas pessoas por uma vida mais enxuta e autossuficiente. Não surpreende que, nos últimos dois anos, os olhos do mundo tenham se voltado a projetos arquitetônicos que seguem à risca a máxima de que “menos é mais”. É esse o caso das chamadas “tiny houses” (em português, “casas minúsculas”/”mini-casas”).

Com menos de 40 m² de área útil e cômodos integrados, essas habitações se erguem a partir de soluções econômicas e sustentáveis. Compactas, geram menos despesas para os donos e menos resíduos para o meio ambiente – e, não por acaso, já são febre em países como Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. No Brasil, ainda é difícil conseguir autorização legal para construir e morar em uma tiny houses, mas já é possível experimentar alguns momentos nesses mini-mundos em hospedagens sedutoras no interior paulista.

 

Faixada da Holy House - Foto divulgação

Faixada da Holy House – Foto divulgação

 

A apenas 40 minutos de Campinas, a Holy House, em Jundiaí, parece uma casa de bonecas. Artesanalmente construído com materiais encontrados na natureza, o local tem design rústico inspirado nas habitações místicas dos “hobbits” – personagens da série literária de ficção “O Senhor dos Anéis”, de J. R. R. Tolkien – e pode ser alugado por meio da plataforma Airbnb, para estadia de até duas pessoas. Além de banheiro, cozinha e um mini-escritório com wi-fi, a cabana conta com cama queen size, lareira e ofurô. Na área externa, os hóspedes podem assistir ao pôr-do-sol de um charmoso deque de madeira com vista para a Serra do Japi, ou aproveitar a noite sendo aquecidos por um fogo de chão.

 

Interior da mini-casa/ Holy House - Foto divulgação

Interior da Holy House – Foto divulgação

 

Já na Cabana da Bolha, no município de Araçoiaba da Serra (a 107 km de Campinas), o minimalismo é aliado ao glamour de uma vista panorâmica das estrelas. O espaço faz parte do complexo Cabana Home, hub de hospedagem comandado pelo ator paulistano Felipe Titto, e o primeiro do Brasil a investir no conceito de “camping de luxo”. Lá, os visitantes dormem e acordam sob a imensidão do céu interiorano, dentro de uma semiesfera de vinil 100% transparente estrategicamente posicionada no meio da Mata Atlântica. A estrutura do local ainda inclui banheira ao ar livre com água de mina, fogão à lenha e TV com acesso a plataformas de streaming.

 

Cabana da Bolha - Foto divulgação

Cabana da Bolha – Foto divulgação

 

Holy House
Diária: R$ 1.124
Reservas e consulta de endereço e disponibilidade no Instagram @holyhousebrazil

Cabana da Bolha
Estrada Dr Celso Charuri Jundiaquara – Araçoiaba da Serra/SP
Diária: R$2.400 (disponíveis a partir de fevereiro de 2022)
Reservas pelo Whatsapp 15 99720-4016

Mercado de cosméticos de luxo deve apresentar crescimento significativo na pós-pandemia

Mercado de cosméticos de luxo deve apresentar crescimento significativo na pós-pandemia

Em tempos de crise, o autocuidado se torna, para além de objeto de desejo, uma necessidade. Não à toa, evidências estatísticas apontam que o consumo de cosméticos tende a crescer em épocas de retração econômica – é o chamado ‘’Efeito Batom’’, que já foi vivenciado pela humanidade nos anos que se seguiram às duas Guerras Mundiais e, agora, deve voltar à tona na pós-pandemia, em nova roupagem.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), o setor cresceu 5,8% em 2020, com altas consideráveis na venda de produtos voltados ao cuidado da pele (+21,9%) e itens de perfumaria (+8,4%). Investir em artigos importados também é uma tendência. Mas se, antes da pandemia, era hábito viajar em busca desses cosméticos, nos meses de isolamento social o e-commerce assumiu esse papel. “Em 2019, 58% das compras foram realizadas em outros países. Com os global shoppers ‘presos’ em casa, a preferência é pela pronta entrega e por revendedores nacionais”, pontua Sabrina Zanker, diretora geral da L’Oréal Luxe no Brasil, que, em 2020, presenciou um crescimento de 130% no mercado digital.

 

Perfume My Way da Giorgio Armani, paleta de sombras da MAC e sanitizante para mãos da Margatey Dabbs | FOTOS DIVULGAÇÃO

 

 

Mesmo com a abertura das fronteiras, a expectativa é que os consumidores continuem comprando em solo brasileiro. “Com a alta do dólar, os cosméticos adquiridos aqui podem sair até 32% mais em conta do que no exterior, além de haver a possibilidade de pagar com parcelamento sem juros. O Brasil é o quarto maior mercado de cosméticos do mundo, e as transações nacionais estão cada vez mais seguras, com revendedores e parceiros certificados”, explica.

Os gostos e as demandas dos consumidores também mudaram. O cuidado com as mãos, periodicamente besuntadas com álcool em gel, nunca foi tão valorizado. Marcas como a londrina Margaret Dabbs, por exemplo, têm investido em sanitizantes de luxo que aliam higienização e cuidado com a pele (o frasco de 30ml com essência de gerânios e tangerina custa por volta de R$ 160). E, se os lábios ficam escondidos por trás das máscaras de proteção, as cores têm que extravasar dos olhos – tanto é que as sombras coloridas e com toques de brilho figuraram, em 2021, entre os itens mais vendidos do e-commerce da canadense MAC.

 

Perfume My Way da Giorgio Armani, paleta de sombras da MAC e sanitizante para mãos da Margatey Dabbs | FOTOS DIVULGAÇÃO

 

 

Marcas comprometidas com ações pela preservação ambiental devem estar entre as queridinhas dos consumidores nos próximos meses. Lançada em julho de 2021 pela marca italiana Giorgio Armani, a fragrância My Way, neutra em carbono e produzida com ingredientes naturais adquiridos em colaboração com ONGs locais, é um dos destaques do movimento que deve representar o futuro próximo da indústria cosmética. “A pandemia trouxe importantes reflexões a respeito do cuidado integrado. Sustentabilidade é o grande sonho de consumo da atualidade.”

 

 

Perfume My Way da Giorgio Armani, paleta de sombras da MAC e sanitizante para mãos da Margatey Dabbs | FOTOS DIVULGAÇÃO

 

Restaurante Priceless proporciona viagem multissensorial pela cultura e gastronomia nacional

Restaurante Priceless proporciona viagem multissensorial pela cultura e gastronomia nacional

Reverenciar as brasilidades em suas mais diversas formas, cores e sabores. Essa é a proposta do recém-inaugurado Priceless, complexo gastronômico e artístico instalado no terraço do tradicional Shopping Light, no Centro Histórico da cidade. O espaço, que reúne bar, restaurante, ambiente para intervenções artísticas e um mirante com vista privilegiada para o centenário Theatro Municipal, é uma iniciativa da Mastercard no Brasil.

 

Ambiente interno do bar | FOTOS CLAUS LEHMANN, TATIANA FRISON, WESLEY DIEGO EMES

 

Quem assina o cardápio do lugar é o chef paraibano Onildo Rocha, que emprega as técnicas ensinadas por seu mestre Laurent Suaudeau e pelos anos no comando do restaurante Cozinha Roccia – eleito por duas vezes o melhor do país pelo guia italiano Identità Golose – na confecção de pratos agora inspirados nos sertões brasileiros. “Eu e minha equipe viajamos durante onze dias por toda a extensão do Rio São Francisco, em busca de ingredientes que contassem a história da região”, explica. O resultado da expedição aparece em delícias como o tartar de carne de sol com tapioca suflada, o falafel de feijão-de-corda e o tiradito de peixe curado. Drinques incrementados com rapadura, doce de leite e caju, caprichosamente preparados pelo mixologista Ale D’Agostino, completam a experiência.

 

Chef Onildo Rocha | FOTOS CLAUS LEHMANN, TATIANA FRISON, WESLEY DIEGO EMES

 

 

Tanto o cardápio quanto a decoração do espaço – concebida pela cenógrafa e diretora de arte Patrícia Sobral – serão renovados a cada seis meses. A ideia é que, a cada temporada, sejam explorados sabores de um canto do país. O Priceless fica aberto diariamente das 11h às 23h, e clientes Mastercard podem reservar mesas pelo site www.priceless.com.br.

 

 

Prato Rigatoni com galinha de capoeira e quiabo | FOTOS CLAUS LEHMANN, TATIANA FRISON, WESLEY DIEGO EMES