Concessionária RIOGaleão devolve o terminal ao governo e novo leilão reunirá em um mesmo lote Santos Dumont e o Aeroporto Internacional Tom Jobim

por | mar 4, 2022 | Coluna, Noticias | 0 Comentários

Após prejuízo bilionário, empresa de Cingapura anuncia que vai deixar a administração do terminal; novo leilão reunirá em um mesmo lote Santos Dumont e o elefante branco da Ilha do Governador

O consórcio RioGaleão, que administra o Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, vai devolver o terminal para o Governo Federal. A razão dessa desistência pode ser explicada por esta imagem acima: desde 2017, quando foi assumido por um grupo que reunia os donos do aeroporto de Changi (de Cingapura) e a empreiteira brasileira Odebrecht, o Galeão nunca teve esse movimento todo que aparece na perspectiva computadorizada. Nunca atingiu as metas de pousos e decolagens e nem a arrecadação projetada. Para piorar, nos últimos dois anos a pandemia esvaziou ainda mais os hangares e saguões de embarque.

Ocupando há décadas uma posição no Top 3 do ranking de aeroportos mais movimentados do país, em 2021 ele despencou para a 11ª posição, atrás de Guararapes (Recife), Confins (Belo Horizonte), Salgado Filho (Porto Alegre), Salvador e Fortaleza. De janeiro a dezembro, apenas 3,8 milhões de passageiros passaram por lá, contra 23,6 milhões de Guarulhos, 10,3 milhões de Brasília, 10,0 milhões de Viracopos e 9,4 milhões de Congonhas.

Estima-se que a Changi já tenha perdido mais de R$ 7,5 bilhões com o “mico” do Galeão. Ela tentava negociar uma redução no valor das outorgas que devem ser pagas até 2039, quando venceria o contrato de concessão. Mas a Anac negou o pedido, tornando inviável a continuidade do pessoal da empresa cingapurense na gestão do equipamento aeroviário carioca.

A expectativa é que o terminal seja relicitado pela Infraero, num lote que deve incluir também o controle do aeroporto de Santos Dumont. O próximo leilão para a concessão de aeroportos deve acontecer ainda no primeiro semestre deste ano, mas não é certa a inclusão de Santos Dumont e Galeão nessa rodada. O edital de concessão desses dois terminais está sendo refeito.

 

Foto Divulgação

Radar

Em casa

A Latam Brasil foi a companhia área que liderou o ranking de passageiros transportados nos voos domésticos do país em 2021. A unidade brasileira do grupo chileno foi responsável por 33,8% do total de 125,2 milhões de viajantes embarcados, seguida pela Azul (33,5%) e pela Gol (31,8%). Se no início do ano a performance da Latam foi fraca, no segundo semestre seu desempenho disparou e surpreendeu a maioria dos analistas do mercado de aviação.

Lá pra fora

A Latam também foi a empresa com maior market share em voos internacionais, com 12,5% dos 4,7 milhões de passageiros transportados entre janeiro e dezembro de 2021, período ainda muito impactado pela pandemia. Na sequência, ficaram a portuguesa Tap (11,5%), a panamenha Copa (7,9%), as estadunidenses American e United (ambas com 6,4%), a Air France (6,3%), a Qatar Aiways (6%) e a holandesa KLM (5%).

Air Star

Para seu show no Festival Lollapalooza, a popstar Miley Cyrus chega a São Paulo com sua entourage em grande estilo, a bordo de um Airbus A321 Vip. A cantora desembarca em Guarulhos no dia 24 – após shows em Bogotá, Santiago, Buenos Aires, Assunção – e retorna com sua equipe na mesma aeronave, no dia 27, rumo a Los Angeles. O airbus, fretado da inglesa Titan Airways, acomoda confortavelmente 90 passageiros.

 

0 Shares

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link