fbpx
logo
logo

Apostas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio

por | jul 14, 2021 | Coluna, Olimpíadas | 0 Comentários

Novas modalidades nos Jogos Olímpicos, como surf e skate, além das tradicionais judô, canoagem, vela e esgrima são as grandes chances de destaque do país.

Em um ano atípico, fazer projeções de medalhas nos Jogos Olímpicos não é tarefa fácil. Normalmente, as apostas são feitas com base nos resultados dos Campeonatos Mundiais. Mas muitos atletas se dedicaram exclusivamente a treinos e à recuperação de lesões crônicas, por causa das restrições de protocolos sanitários da pandemia.

 

Tatiana Weston-Webb - Foto: Divulgação
  • Save

Tatiana Weston-Webb – Foto: Divulgação

 

Em diferentes modalidades, a última referência é o desempenho de 2019. A boa notícia é que essa amostragem foi promissora para o Brasil, que conquistou 22 medalhas e seis ouros em Campeonatos Mundiais ou competições equivalentes. A estreia nos Jogos Olímpicos de novos esportes em que o país é destaque no cenário internacional é outra vantagem, como o surf e o skate.

O Brasil é hoje a maior potência no surf. O bicampeão mundial Gabriel Medina e o atual campeão, Italo Ferreira, despontam como os maiores favoritos ao ouro nos Jogos na categoria masculina. Brasileiro que mais venceu etapas no circuito, Medina, é o líder do ranking da temporada 2021, seguido por Italo. No feminino, Tatiana Weston-Webb também tem boas chances de conquistar medalhas na praia de Tsurigasaki, no Japão, a partir de 25 de julho.

 

Mayra Aguiar - Foto: Wander Roberto | COB
  • Save

Mayra Aguiar – Foto: Wander Roberto | COB

 

No skate, os brasileiros estão entre os melhores do mundo nas duas modalidades olímpicas, o park e o street. A começar por Pâmela Rosa, Rayssa Leal e Leticia Bufoni, respectivamente 1ª, 2ª e 4ª colocadas do ranking mundial do street. No último Mundial, disputado em 2019, em São Paulo, Pâmela foi a campeã, e Rayssa, então com apenas 11 anos, terminou em segundo lugar. Já Letícia conquistou o título mundial em 2015 e foi vice em três edições seguidas, de 2016 a 2018.

Boxe, judô, canoagem de velocidade, esgrima e vela são outras modalidades em que o país pode trazer medalhas para casa. E uma novidade para ficar de olho em Tóquio são as provas mistas, disputadas por homens e mulheres, que tiveram um aumento significativo, com a inclusão de competições desse tipo em sete esportes. Até os Jogos do Rio, apenas badminton, vela e tênis tinham provas de duplas mistas – agora judô, natação, tênis de mesa e tiro também foram incluídos nessas categorias.

 

Beatriz Ferreira - Foto: Rodolfo Vilela | Ministério da Cidadania
  • Save

Beatriz Ferreira – Foto: Rodolfo Vilela | Ministério da Cidadania

 

Veja a tabela abaixo para acompanhar a transmissão da Olimpíada de Tóquio, com o horário de Brasília, de algumas competições em que o Brasil é destaque.

 

Calendário das Olimpíadas
  • Save

Calendário das Olimpíadas

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap