fbpx
logo
logo

Acordo fortalece os laços entre as companhias: American e Gol

por | out 1, 2021 | Aviação, Coluna, Negócios | 0 Comentários

Primeiro veio a United e adquiriu 8% das ações da Azul. Depois, a Delta abocanhou 20% da Latam, e agora, como muitos já haviam previsto – inclusive esta coluna – a American Airlines injeta US$ 200 milhões (algo como R$ 1,1 bilhão) na Gol, adquirindo 5,2% das ações da aérea brasileira.

As duas empresas anunciaram em setembro a expansão de sua cooperação comercial por meio de um acordo exclusivo de compartilhamento de voos (codeshare) pelos próximos três anos e de uma maior integração de seus programas de fidelidade.

Em operação desde fevereiro de 2020, o compartilhamento de voos envolve mais de 30 destinos nos EUA e os voos que operam nos hubs da Gol em São Paulo e no Rio, integrando 34 opções de rotas brasileiras e internacionais, como é o caso de Montevidéu, no Uruguai. As malhas das duas companhias são altamente complementares. Nos últimos 10 anos, a American transportou mais de 14 milhões de passageiros entre o Brasil e os EUA.

No comunicado que anunciou essa intensificação da parceria, nada foi esclarecido sobre uma eventual entrada da Gol na aliança One World, capitaneada pela British Airways e pela American. Para a Gol, esse movimento não seria necessariamente positivo, já que a empresa tem muita sinergia com a Air France e com a KLM, que são as líderes da Sky Team, uma das alianças rivais da One World.

Na Gol, parte desse capital injetado pela American será usado para reforçar o capital de giro – o que vai permitir uma operação mais robusta – e para acelerar a conversão de toda frota para os modelos Boeing 737 MAX.

 

  • Save

Foto Divulgação

 

Radar

Open states
O governo norte-americano anunciou que em novembro vai suspender as restrições de viagem para todos os visitantes internacionais que estejam vacinados. Os estrangeiros terão permissão para entrar nos EUA apresentando comprovante de vacinação e um teste de Covid-19 com resultado negativo feito com antecedência de três dias ao embarque. Entretanto, ainda não foram divulgadas quais vacinas serão aceitas.

Traz alfajor?
A Argentina também vai abrir suas fronteiras aéreas. A partir de 1º de outubro, os brasileiros e vizinhos como chilenos, uruguaios e peruanos já poderão entrar na terra do tango. Em novembro será a vez dos estrangeiros de outros países. Para não fazer isolamento após a chegada, os turistas precisarão ter o esquema completo de vacinação há pelo menos 14 dias, fazer PCR antes da viagem e um teste de antígenos na chegada à Argentina.

Fôlego no ar
A partir de dezembro, a Azul passará a operar o voo doméstico regular mais longo em todo o território brasileiro. Os mais de 3,2 mil quilômetros que separam Campinas e Boa Vista, a capital do estado de Roraima, serão percorridos quatro vezes por semana com aeronaves Airbus A320 em um voo de cerca de 4h25 de duração. Atualmente, esse recorde de rota mais longa pertence ao voo que liga Porto Alegre e Recife, cujo percurso de 2.955 quilômetros é feito em 4 horas, aproximadamente.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap