Setor pet brasileiro é considerado como um dos mais promissores para investir em 2022

por | jun 7, 2022 | Franquias, Negócios | 0 Comentários

O país já é o sexto principal mercado do setor pet no mundo e desponta como um dos mais promissores para negócios franqueados

Pegando carona nos hábitos pós-pandêmicos, franquias pet têm encontrado terreno fértil para um desenvolvimento faraônico. De 2020 para cá, enquanto outros setores presenciavam a derrocada abrupta provocada pelos muitos meses de isolamento social, essa fatia do mercado apresentou um crescimento de mais de 30%, finalizando 2021 com um faturamento de aproximadamente R$ 50 bilhões, segundo estimativas do Instituto Pet Brasil. Hoje, o país já é o sexto principal mercado do setor no mundo, e projeções apontam para um futuro de resultados cada vez mais promissores.

“A popularização do trabalho remoto foi ponto crucial para esse boom. Com as famílias passando mais tempo em casa, o número de adoções explodiu tanto que, atualmente, o Brasil já tem quase tantos animais de estimação quanto seres humanos. Investir em franquias nesse mercado, sobretudo agora, é apostar em um setor resistente, consolidado e com muitas chances de sucesso”, explica Sergio Zimerman, fundador e diretor executivo da rede Petz, uma das maiores franqueadoras da área, com 153 lojas espalhadas pelo país. A marca, que fechou 2021 com um lucro líquido de R$ 2,3 bilhões, projeta a abertura de mais 50 unidades no segundo semestre de 2022.

Outra gigante do setor, com mais de 390 unidades filiadas em todo o mundo, a norte-americana Petland&Co tem apostado suas fichas em um novo perfil de franqueado, amadurecido durante a pandemia: os pequenos empreendedores. “Pensando neles, lançamos um modelo de negócio mais enxuto e que demanda investimentos mais tímidos. São lojas com até 50 m² e financiamento inicial a partir dos R$ 190 mil, para serem instaladas no interior de postos de gasolina e supermercados”, explica o CEO da marca, Rodrigo Albuquerque. O plano é que esse novo passo permita à empresa alavancar o faturamento brasileiro aos R$ 470 milhões ainda neste ano.

 

Fachada de franquia da Petland - Foto divulgação

Fachada de franquia da Petland – Foto divulgação

 

E, se o novo normal lançou foco sobre novas possibilidades, também ampliou a demanda de muitas redes por investimentos mais robustos em digitalização. Operando há pouco mais de seis meses em Ribeirão Preto, a Doggi é uma rede de franquias de banho e tosa que foca todas as etapas de seu atendimento no universo online. “O agendamento de consultas e gerenciamento das lojas acontece exclusivamente por meio do nosso aplicativo, o que garante mais praticidade tanto para o cliente quanto para o franqueado”, revela Rodolfo Calvo, fundador e CPO da marca, que oferece ainda serviços de táxi dog com agendamento online. “Estamos trabalhando em uma ferramenta que permitirá ao tutor assistir ao banho de seu animalzinho ao vivo por meio do app”.

Para abrir uma unidade Doggi, é necessário desembolsar algo em torno de R$ 60 mil e contratar ao menos sete funcionários especializados no trato veterinário.

 

Foto iStockphoto

0 Shares

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link