logo
logo

Plataformas digitais possibilitam a compra de produtos de artistas locais

por | set 11, 2020 | Design, Negócios | 0 Comentários

Visitar um lugar novo e trazer uma lembrancinha para alguém é um hábito tipicamente brasileiro. E, mesmo com restrições para longas viagens, ainda é possível aproximar toda a sociedade de comunidades que dependem do turismo para se manterem ativas, como os artistas locais de todo o país – e tudo graças a plataformas digitais.

  • Save

Colares – projeto Aproximando Distâncias

O projeto Aproximando Distâncias, da companhia aérea GOL, é uma loja virtual dedicada à promoção da cultura brasileira. Entre os produtos à venda estão obras de arte regionais e alimentos típicos, grafite, cestaria, vasos, bijuterias, panelas de barro, bonecas de pano, conserva de pimenta e bala de banana. Alguns itens são entregues porta a porta e outros vendidos por meio de vouchers – ou seja, os compradores adquirem pelo site e têm até um ano para retirar a compra no local escolhido.

“Mesmo com as restrições impostas pela pandemia, os brasileiros não deixaram de pensar em viajar, alguns apenas adiaram esse desejo, por precaução. O Aproximando Distâncias traz um pouco desse nosso país rico em beleza e cultura para dentro das casas das pessoas. Ao mesmo tempo, a iniciativa fornece apoio a comunidades criativas”, conta Eduardo Bernardes, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da GOL.

Do Amazonas, a artesã e pedagoga Clarice Duhigó, oriunda da tribo Tukano, um dos povos do Alto Rio Negro, coordena 60 mulheres indígenas que trabalham com tapeçarias, cestarias, bijuterias e objetos decorativos, tudo confeccionado com fibra de tucum e à venda na plataforma.

O Coletivo Mulheres Coralinas, de Goiás, é inspirado na poeta Cora Coralina e empodera mulheres vítimas de violência, que geram seu sustento por meio do artesanato. São livros de receitas, bonecas de pano, colares e flores do Cerrado para decoração. E, do Mato Grosso, Alcides Santos comercializa violas de cocho, um dos maiores símbolos cuiabanos e objeto tradicional passado por gerações em sua família.

  • Save

Camila Farina à frente da Open Feira de Design

 

Design à moda gaúcha

A OPEN Feira de Design nasceu em 2015, quando Camila Farina, professora de cursos de Design em Porto Alegre e diretora da Agência Cultural Maria Cultura, decidiu usar seu networking para reunir designers locais e artistas regionais. Este ano, a feira acontece online, a OPEN Store.

“Na pandemia, nossos expositores estão sem uma fonte de renda importante para seus negócios, que é a venda presencial nas feiras. Com a OPEN Store, conseguimos oferecer os mesmos produtos que o cliente encontra na feira, com foco em design independente, produtos de alta qualidade, feitos no Brasil de forma artesanal”, afirma Camila.

Entre as marcas que fazem parte da plataforma estão nomes como a Squame, da designer de moda Beta Abrantes, as peças em prata e resina da joalheira Cláudia Casaccia e os acessórios produzidos artesanalmente em lã feltrada e resíduos de couro, da Dona Rufina.

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap