Próxima sede da Copa do Mundo da FIFA, o Catar encanta turistas com modernidade, arquitetura e tradições árabes

por | jun 30, 2022 | Turismo, Viagens | 0 Comentários

Sede da Copa do Mundo 2022, Catar é um pequeno país com grandiosos templos da arte, da arquitetura, do luxo, da religião e, agora, também do esporte

Em 21 de novembro de 2022, quando soar o apito inicial do primeiro jogo da Copa do Mundo, os olhos do planeta inteiro estarão voltados para o Catar. E uma coisa é certa: as pessoas ficarão surpresas com o que verão. De centro de comércio de pérolas no Golfo Pérsico, o pequeno país se tornou um dos maiores exportadores de gás natural do mundo. Riquíssimo e com um território menor que o de Sergipe, o Catar se modernizou e virou um dos mais pujantes polos turísticos e econômicos do Oriente Médio. A Copa deste ano é a coroação da incrível trajetória de uma pequena nação destinada à grandeza.

 

Shutterstock - Foto divulgação - Catar Templo

Shutterstock – Foto divulgação

 

Seu principal cartão de visitas é a capital, Doha, que mistura ambientes futuristas com antigas tradições árabes. Na cidade aparecem, de um lado, os arranha-céus moderníssimos de West Bay e, do outro, o Souq Waqif – bazar com mais de um século de história e lojas que vendem tapetes, ouro, perfumes e especiarias.

 

Vista aérea da Ilha The Pearl, em Doha - Foto iStock

Vista aérea da Ilha The Pearl, em Doha – Foto iStock

 

Conecta esses dois lados de Doha a via chamada Corniche, um calçadão de 7 km que cerca as águas onde navegam embarcações de madeira conhecidas como “dhow”, típicas do Catar. Com vista panorâmica para a cidade, o local está junto ao imperdível Museu de Arte Islâmica, do arquiteto I. M. Pei – responsável pela pirâmide do museu do Louvre, em Paris. Seu interior exibe uma das melhores coleções de arte islâmica do mundo, com cerâmicas, azulejos e tecidos de centenas de anos.

E a 10 minutos de distância dali fica outra joia arquitetônica: o novo Museu Nacional do Catar, inaugurado em 2019, projetado por Jean Nouvel (prêmio Pritzker de arquitetura) e que conta a história do país.

 

Museu de Arte Istâmica - Foto Shutterstock

Museu de Arte Istâmica – Foto Shutterstock

 

Aos arredores de Doha

Perto da capital está a Education City, com obras arquitetônicas incríveis como a Biblioteca Nacional do Catar – que, com mais de um milhão de livros, tem um exterior que lembra um diamante. O lugar é também um museu ao ar livre, com obras de artistas renomados em suas ruas e praças, como as esculturas de bronze batizadas de “The Miraculous Journey”, do britânico Damien Hirst.

Já a 40 km Doha se encontra a Dahl Al Misfir, acessível caverna que chega a 40 metros de profundidade – e que impressiona com os raios de luz de aspecto sobrenatural que invadem seu interior. A 110 km da capital, o sítio arqueológico de Al Zubarah é considerado Patrimônio Mundial pela Unesco: é um lugar onde existiu um importante centro de comércio de pérolas no século 18 e 19 e que, hoje, exibe um fotogênico forte muito bem preservado.

E Khor Al Udaid é um dos pontos mais lindos do Catar: trata-se de uma área onde dunas que chegam a 40 metros de altura dividem a paisagem com o mar. Esse local mágico é explorado em passeios com veículos 4×4.

Deserto Khor Al Udeid - Foto Shutterstock

Deserto Khor Al Udeid – Foto Shutterstock

Uma nova cidade

O país está apresentando ao mundo nos últimos anos – e, especialmente, neste ano de Copa – muitas atrações turísticas. A maior delas é uma cidade novinha em folha chamada Lusail, projetada para ter pelo menos 200 mil habitantes e cheia de parques, hotéis, shoppings e obras grandiosas.

Um dos símbolos de Lusail são as Katara Towers, edificações curvas que, juntas, exibem uma forma que lembra a lua e que abrigam hotéis de luxo, escritórios e restaurantes. Também na novíssima cidade, a Place Vendôme é um centro de lazer, gastronomia e compras de luxo, com uma arquitetura de inspiração francesa e um canal vindo do mar que corta toda a sua extensão.

 

Katara Towers, em Lusail - Foto iStock

Katara Towers, em Lusail – Foto iStock

 

 

Mas a joia da coroa é o recém-construído Lusail Stadium, com capacidade para mais de 80 mil espectadores e que sediará a final da Copa do Mundo. Após o torneio, o local se transformará em um complexo com lojas, cafés, espaços esportivos e centro de saúde.

Entre os oito estádios da Copa, há pelo menos outros três que, por sua beleza, merecem uma visita. Na cidade de Al Khor, o Al Bayt Stadium encanta com seu formato que lembra uma tenda usada pelos nômades no deserto. Já o Al Janoub Stadium, situado na cidade de Al Wakrah, é inspirado no formato da embarcação “dhow”. E há ainda o espetacular Al Thumama Stadium, que exibe um formato circular que remete à “gahfiya”, tradicional touca usado por homens e meninos no mundo árabe.

 

Al Bayt Stadium - Foto Shutterstock

Al Bayt Stadium – Foto Shutterstock

 

Ao chegar ao Catar nos próximos meses, espere encontrar mais atrações recém-inauguradas. A sofisticada loja de departamento francesa Printemps abrirá uma unidade na capital em setembro de 2022. Também em Doha, o West Bay North Beach é um empreendimento que oferecerá praias privativas e diversos restaurantes e cafés de frente para o mar.

Para continuar no espírito da Copa do Mundo, vale a pena visitar também o recém-inaugurado 3-2-1 Qatar Olympic and Sports Museum – museu com um acervo dedicado à história dos esportes no mundo.

 

Al Janoub Stadium, em Al Wakrah - Foto iStock

Al Janoub Stadium, em Al Wakrah – Foto iStock

 

Recomendações para lá de importantes

Evite visitar o Catar entre junho e agosto, quando as temperaturas passam facilmente dos 40ºC. O melhor período no país é entre novembro e abril, quando o clima está mais ameno e propício para passeios na capital e no deserto.

Para chegar, é fácil. Com voos diretos entre o Brasil e o Catar de duração aproximada de 14 horas, a Qatar Airways foi eleita, em 2021, a melhor companhia aérea do mundo pela Skytrax World Airline Awards, premiação considerada o Oscar da aviação.

O pouso no país por sua vez, é realizado no Hamad International Airport, eleito o melhor aeroporto do mundo em 2021 também pela Skytrax. E o melhor: o aeroporto está a apenas 15 minutos do centro de Doha.
Excelentes opções de hospedagem não faltam. O hotel W Doha, por exemplo, fica em West Bay, com quartos com decoração artística e diárias a partir de US$ 220. Já o Four Seasons parece um palácio árabe, fica junto a uma praia e tem diárias a partir de US$ 550. Vale lembrar que é possível chegar com navios de cruzeiro a Doha e, durante a Copa, algumas dessas embarcações serão usadas como hotéis flutuantes.

 

Hamad International Airport, a quinze minutos de Doha - Foto iStock

Hamad International Airport, a quinze minutos de Doha – Foto iStock

 

Para aqueles que ainda desejam programar uma viagem ao Catar para assistir à Copa do Mundo, a CVC Corp vende pacotes de quatro noites para diferentes períodos do Mundial, com hospedagem com café da manhã no City Centre Rotana, hotel 5 estrelas de Doha. Inclui traslados do aeroporto ao hotel, dois dias de transfer entre hotel e estádio, além de ingresso para um jogo e serviços no estádio.

Também estão inclusos um ingresso para evento off-site (evento privativo oficial fora do estádio), seguro-viagem e suporte local ao passageiro, com guias brasileiros. Os pacotes saem a partir de US$ 8.240 por pessoa em acomodação dupla e o aéreo não está incluso.

Já na Decolar, ainda estão disponíveis passagens aéreas para o Catar. Com embarque em 22 de novembro, a passagem (ida e volta) de São Paulo para Doha começa em R$ 9.256. Há ainda opções de viagem em 26 de novembro e 1º de dezembro.

Turistas brasileiros não precisam de visto para entrar no Catar. Porém, as regras podem mudar de uma hora para outra. Sempre pesquise informações atualizadas sobre novas possíveis exigências. E as regras sanitárias para ingresso no país também estão em constante mudança. Antes de viajar, consulte os protocolos sanitários para ingresso na nação árabe no site (www.visitqatar.qa/intl-en/plan-your-trip/travel-tips/reopening-qatar-visitors).

 

Dicas culturais

Mesmo com um ambiente de modernidade, o Catar é um país muçulmano conservador: nas ruas e outros lugares públicos, os visitantes devem usar roupas que cubram pelo menos os ombros e joelhos. Na hora de visitar mesquitas, é importante que as mulheres carreguem um véu na bolsa, para cobrir os cabelos ao entrar nos templos.

Em mercados tradicionais como o Souq Waqif, peça desconto nos produtos que quer adquirir – e não é preciso falar árabe nessas e em outras interações, já que muitos nativos sabem se comunicar em inglês. No mundo muçulmano, a sexta-feira é o dia de folga, quando muitos negócios se encontram fechados, pricipalmente as feiras de ruas.

E lembre-se: com tantas possibilidades de passeios no Catar, a viagem tem tudo para ser surpreendente!

Katara Cultural Village - Shutterstock

Katara Cultural Village – Shutterstock

 

Cinco experiências únicas

Faça um passeio de helicóptero sobre Doha com a empresa Qatar International Tours (www.qittour.com)

Foto divulgação

Foto divulgação

 

Na capital, alugue um iate para navegar pelo Golfo Pérsico com a Doha Yachting (www.dohayachting.com)

Foto divulgação

 

Embarque em um tour para ver tubarões-baleia com a Discover Qatar (www.discoverqatar.qa)

Foto divulgação

 

Realize tratamentos com produtos que contêm ouro no Al Messila Spa (www.almessilaspa.com)

Foto divulgação

 

Curta uma noite no Skyview, bar no alto de um arranha-céu com vistas incríveis para Doha (www.instagram.com/skyviewdoha/?hl=en)

Foto divulgação

Foto divulgação

0 Shares

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link