logo
logo

Petrolina produz vinhos nacionais reconhecidos e oferece passeios no rio que é a cara do Nordeste

por | dez 14, 2020 | Hospedagem, Passeios, Turismo, Viagens | 0 Comentários

Às margens do rio São Francisco, Petrolina é a quarta cidade mais populosa de Pernambuco e uma das paradas obrigatórias para quem é amante de vinhos e espumantes. No sertão nordestino, a cidade abraçou uma série de vinícolas que produzem rótulos conhecidos no mercado brasileiro, como Rio Sol e Miolo.

Com infraestrutura para receber turistas do Brasil inteiro, chegar em Petrolina é uma tarefa fácil. A cidade possui aeroporto próprio e é possível encontrar voos diretos partindo de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife – capital do estado localizada a 712 quilômetros da cidade. As melhores opções de hospedagem são JB Hotel e Nobile Suítes Del Rio, ambos no centro de Petrolina.

 

  • Save

Plantação da Rio Sol – Foto divulgação

 

O passeio pela vinícola Rio Sol acontece aos sábados e é necessário agendamento no site. O roteiro inclui ida e volta em transfer, que passa na porta dos principais hotéis da região central. A visita é guiada e aprofunda as técnicas da plantação das uvas no campo árido e o processo especial de irrigação, há também um tour pela fábrica e adega, onde é possível conhecer e degustar os principais rótulos da marca.

A experiência é ainda mais especial por causa do passeio de catamarã (embarcação leve com dois cascos) no rio São Francisco. Com trilha sonora regada a muito forró, os visitantes são convidados a mergulhar em um dos trechos do Velho Chico, em região rasa e sem correntezas, sendo uma ótima opção para todas as idades.

 

  • Save

Barris da Rio Sol – Foto divulgação

 

A visita termina com um almoço regional, caseiro e de buffet livre, acompanhado pelos rótulos de vinho da Rio Sol. O valor da excursão é de R$ 160 por pessoa e os visitantes ainda têm direito a desconto nos produtos da vinícola.

Uma outra possibilidade para explorar o enoturismo da região é o roteiro do Vapor do Vinho, que explora os rótulos da Miolo e possui visitação pela vinícola. O passeio de barco à vapor é no lago Sobradinho, um dos maiores lagos artificiais do mundo, criado após o represamento das águas do São Francisco para a construção da usina hidrelétrica de Sobradinho.

Com degustação de vinhos e espumantes, a rota inclui uma pausa para banho na Ilha da Fantasia – bancos de areia no meio do lago que formam lindas praias desertas. O almoço é a bordo e com música ao vivo. O passeio acontece aos sábados, domingos e feriados nacionais. O transfer também passa pelos principais hotéis da região e o valor total por pessoa é de R$ 180.

 

  • Save

Passeio de catamarã no rio São Francisco – Foto divulgação

 

Arte e noite pulsantes

Petrolina abriga muita vida para além dos vinhos. A cidade foi a casa de Ana Leopoldina Santos, conhecida como Ana das Carrancas. A artesã inovou na arte da criação das carrancas ao construí-las em barro e não em material tradicional de madeira.

As carrancas representam criaturas míticas que são colocadas na proa dos barcos que navegam o rio São Francisco. De acordo com a lenda, elas ajudam a espantar os maus espíritos, permitindo navegações tranquilas, sem tempestades, e atraem peixes.

As esculturas ganharam destaque não apenas pelo material inovador, mas também por suas formas e pela história que acompanha a criação. Uma das características é que Ana inseriu em todas furos nos olhos, em homenagem ao marido, que era cego. De família humilde, o barro era o único material que a artista tinha acesso para criar a sua arte

Hoje, as peças são produzidas pelas filhas Ângela Lima e Maria da Cruz dos Santos, que eternizam o legado da artesã pelo Brasil. As obras podem ser encontradas na Oficina do Artesão Mestre Quincas, local que reúne peças de diferentes artistas da região e onde é possível observar a diversidade manual do Vale do São Francisco. Afastado da zona central, a melhor opção para chegar é de carro ou táxi.

Na orla da cidade, há ainda uma série de bares e restaurantes. Entre eles, o Haus Bier Petrolina, uma casa de cerveja que produz rótulos artesanais em um ambiente descontraído. A casa oferece petiscos, pratos, caldinhos e sanduíches.

Uma outra opção para os fãs da culinária nordestina é o Bodódromo. O espaço concentra uma grande quantidade de restaurantes onde, como sugere o nome, o principal prato é o bode. Para aqueles que quiserem variar, linguiça, buchada e sarapatel, que são pratos típicos pernambucanos, também são encontradas nos cardápios. Jantares com música ao vivo são recorrentes no local e fazem qualquer visitante arrastar o pé quando a sanfona começa a tocar.

Em meio à tanta arte e boas taças de vinho, Petrolina encanta e é destino certo na retomada do turismo nacional.

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap