fbpx
logo
logo

Cristalino Lodge é um refúgio escondido na porção sul da Amazônia

por | jun 7, 2021 | Hospedagem, Turismo | 0 Comentários

Mais conhecido – e reconhecido – fora do Brasil do que por aqui, o exclusivo Cristalino Lodge fica dentro de uma gigantesca reserva florestal particular no norte de Mato Grosso.

Alguns hotéis do país tradicionalmente recebem mais visitantes do exterior do que brasileiros. Esse é o caso, por exemplo, do Cristalino Lodge, eleito um dos 25 melhores ecoresorts do mundo pela National Geographic Traveller e tema de elogiosas reportagens em respeitadas publicações especializadas do segmento de turismo de luxo, como a “Condé Nast Traveller” e a “Travel & Leisure”.

 

Restaurante do hotel - Foto: Divulgação
  • Save

Restaurante do hotel – Foto: Divulgação

 

Instalado na porção sul da Floresta Amazônica, em meio a uma reserva natural com 11.400 hectares (área 6 vezes maior do que o arquipélago de Fernando de Noronha ou 30% maior do que o território da ilha de Manhattan), o Cristalino Lodge é um destino excepcional para os amantes da natureza. Nesses tempos de pandemia, com a escassez de turistas estrangeiros e com as barreiras impostas aos viajantes brasileiros na Europa e nos Estados Unidos, o hotel pela primeira vez em sua história tem recebido mais hóspedes nacionais do que vindos de outros países.

O empreendimento tem apenas 18 acomodações. Seus bangalôs de madeira certificada são decorados com muito bom gosto e foram concebidos pela arquiteta Adriana Da Riva seguindo os princípios do turismo de baixo impacto ambiental, em total harmonia com a floresta. Todas as construções possuem ventilação natural e são abastecidas com energia solar, limpa e sustentável.

 

Deck Flutuante - Foto: Divulgação
  • Save

Deck Flutuante – Foto: Divulgação

 

Durante o dia, o deck flutuante sobre o majestoso rio é um dos lugares mais disputados. À noite, a fogueira central é o ponto de encontro, onde os hóspedes se acomodam para admirar o céu ricamente estrelado. Para quem tem disposição para madrugar, vale muito a pena acordar bem cedo e subir na torre de observação com 50 metros de altura para acompanhar o nascer do sol por cima das copas das árvores e da bruma que invade a floresta nos momentos que antecedem a alvorada.
A incrível biodiversidade da região – que inclui mais de 586 espécies catalogadas de aves e 1.576 de borboletas e mariposas, sem falar nas centenas de mamíferos, répteis e anfíbios – pode ser conferida de perto por meio de caminhadas monitoradas em trilhas e passeios de canoa pelo rio.

No alto da torre de observação, birdwatchers se esbaldam captando imagens de araras, tucanos, saíras e cotingas, além de macacos de várias espécies. Para chegar ao Cristalino Lodge, é preciso pegar um voo até Alta Floresta e, dessa cidade na divisa dos estados de Mato Grosso e Amazonas, embarcar em um transfer pelos rios Teles Pires e Cristalino. O hotel só é acessível por barco. As diárias começam na casa dos R$ 3.300 para casal, incluindo cafés da manhã, almoços e jantares elaborados com frutas e legumes orgânicos, peixes frescos e ingredientes típicos da Amazônia.

 

Torre de observação de pássaros e diversas espécies da região amazônica - Foto: Divulgação
  • Save

Torre de observação de pássaros e diversas espécies da região amazônica – Foto: Divulgação

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap