Como posicionar a sua marca nas redes sociais?

por | abr 8, 2022 | Coluna, Negócios | 0 Comentários

A estratégia de comunicação muda a depender da mídia escolhida, e o tom de voz e a persona são definidos a partir da essência da empresa

Em 2004 quando o Orkut foi apresentado ao mundo, nunca poderíamos prever que quase 20 anos depois, ele não mais existiria e as redes sociais seriam tão fundamentais para os negócios como elas realmente são hoje. Nem todas as marcas entenderam, ainda, como extrair o máximo de cada uma das redes, criando a mesma estratégia para todas, sem se preocupar com algo muito importante: cada mídia tem o seu DNA.

O Facebook, que até outro dia era a maior rede social do Brasil, é muito usado para as pessoas interagirem; o Instagram, que em março passou o Facebook em número de inscritos, é imagem pura. O Twitter é algo rápido e direto, o LinkedIn foca em assuntos destinados ao trabalho e o Pinterest reúne imagens mais artísticas.

O que mais vemos nas redes são as mesmas artes do Instagram postadas no Facebook, um link do blog da marca no Twitter, matérias apenas da empresa no LinkedIn e o Pinterest mal-usado. Sabe o que isso gera nas pessoas? Absolutamente nada!

Imagina que você tenha um amigo que sempre que vocês saem somente fala de si. O emprego, o carro e a viagem que ele fez é melhor que a sua; além disso, ele sempre que pode, tenta te vender um produto. Você tenta falar de você ou tenta saber mais sobre a história dele, mas ele te ignora. Esse amigo ora é engraçado, ora sério, às vezes ele responde de forma seca ou faz uma piada. Você não sabe como esse amigo realmente é. Qual a chance dessa amizade ter algum futuro? Pois é, esse exemplo é exatamente como a maioria das marcas age nas redes sociais.

 

foto VectorMine | iStockPhoto

foto VectorMine | iStockPhoto

 

Devemos ter em mente que esses espaços são redes para socializar, ou seja, é ali que as marcas contam a sua história, mas também ouvem as histórias de seus consumidores. São nas redes sociais que as marcas criam conteúdos que engajam, informam, educam e, como consequência de tudo isso, vendem.

Não se pode olhar as redes, com 125 milhões de inscritos no país, como o Instagram bateu no mês passado, e pensar que são 125 milhões de potenciais consumidores. Não! São 125 milhões de brasileiros que tem uma infinidade de problemas e que a sua marca poderá resolver alguns; mas não apenas oferecendo um produto, mas, sim, um entendimento de pessoas e, assim, mostrar a elas algo que a sua marca produz que seja útil.

Para posicionar a sua marca nas redes sociais, o primeiro – e mais importante passo – foi descrito acima. O segundo é ter um objetivo claro. Se o seu objetivo é venda, por favor, releia o parágrafo acima.
O terceiro passo é criar um tom de voz baseado no que a sua marca é, na essência dela. Você pode usar um estilo de comunicação formal, informal, sério, divertido, simpático, professoral, direto ou científico, depende da essência da sua marca. Entenda o arquétipo e isso facilitará muito a decisão de qual estilo melhor vai representar a sua empresa nas redes sociais.

Por fim, o quarto passo: agir de forma organizada e que a sua marca seja evidenciada nesses espaços.

0 Shares

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link