fbpx
logo
logo

Restaurante da Tia Nice leva a culinária orgânica à periferia paulistana

por | maio 13, 2021 | Coluna, Comida & Bebida, Comidas, Entrevista, Natural, Pessoas & Ideias | 0 Comentários

À frente do restaurante Organicamente Rango, Cleunice Maria de Paula leva a culinária orgânica para a periferia de São Paulo.

A chef Cleunice Maria de Paula transborda simpatia. Não é à toa que, para os vizinhos da “quebrada”, é simplesmente Tia Nice. Figura maternal e potente, ela já foi empregada doméstica, manicure e hoje comanda o Organicamente Rango, primeiro restaurante 100% natural do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo. No cardápio, pratos tradicionais da culinária caseira ganham nova roupagem, com ingredientes saudáveis e uma montagem caprichada e sem frescuras.

 

Tia Nice - Foto: Léu Britto
  • Save

Tia Nice – Foto: Léu Britto

 

Foi durante um curso de gastronomia vegetariana no Senac que Nice ouviu pela primeira vez o termo “desertos alimentares” (locais com difícil acesso a alimentos in natura), e descobriu que vivia em um deles. “Aqui na comunidade você não acha opção de comida saudável, não tem”, conta. Então, com a ajuda do filho e empreendedor, Thiago Vinícius – que foi vencedor neste ano do prêmio 50 Next como jovem que contribui para o mundo gastronômico –, decidiu colocar a mão na massa. Em 2019, abriu o próprio restaurante orgânico. O prêmio foi concedido pela prestigiada revista britânica “Restaurant“, que todo ano edita a lista dos World’s 50 Best.

“A maior parte dos ingredientes que eu uso para cozinhar são de agricultura familiar”, diz. Esse foi o caminho que a chef encontrou para, além de tornar os preços dos pratos mais acessíveis, criar uma rede de apoio dentro da comunidade. “Quando a gente se ajuda, todo mundo ganha”, explica.

Das carnes às opções vegetarianas, todas as delícias do menu viram pratos para delivery ou marmitas para doação. “Na pandemia, recebemos vários caminhões com ingredientes de doação. Preparamos mais de 22 mil quentinhas para as famílias”, comenta, orgulhosa. Para este ano, Nice prevê a entrega de mais de 16 mil refeições até o fim de outubro.
Os planos para o futuro são muitos. “Quero ter minha própria horta e expandir o delivery para a região de Pinheiros”, conta. Em parceria com a ONG Gastromotiva, a chef também planeja dar aulas de gastronomia para jovens de seu bairro. “Quero mostrar para eles que cozinhar salva”, finaliza.

 

Tia Nice - Foto: Léu Britto
  • Save

Tia Nice – Foto: Léu Britto

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap