logo
logo

Marcas se posicionam na pandemia e agradam público

por | jul 2, 2020 | Coluna, Negócios | 0 Comentários

Nunca foi tão simples acertar o alvo. Horário definido, público-alvo, exposição de marca, mensagens diretas, veiculação multiplataforma, na TV aberta, por assinatura, Youtube, Facebook e Instagram. Durante a quarentena, as marcas chegam diretamente ao target, principalmente por meio das dezenas de lives musicais.

De carona no carisma de cantores e cantoras, alguns entre os mais famosos do país, várias empresas se apressaram em patrocinar esses eventos remotos, anunciar doações, transmitir mensagens de otimismo e conscientização diante da pandemia.

Era isso exatamente o que as pessoas esperavam delas, conforme apontaram inúmeras consultas populares realizadas desde o início da expansão do novo coronavírus (Covid-19). Uma das primeiras empresas a modificar seu logotipo aplicando uma máscara de proteção, o banco Itaú também liderou pesquisa realizada em maio sobre quais marcas se posicionaram positivamente em relação à pandemia.

 

  • Save

Itaú inclui máscara em seu logotipo durante a pandemia

 

O estudo realizado pela Toluna Influencers e Croma Group apontou, na sequência, Ambev, Magalu, Santander e Natura no Top Five. Boticário, Bradesco, Nestlé, Americanas e Casas Bahia completaram a relação das dez mais.

Chama a atenção na lista de 50 marcas citadas pelo público, fintechs como AME Digital e Pic Pay, serviços de pagamento utilizados para doações durante as lives.

As marcas mais agressivas em Marketing, porém, não se limitaram a esse tipo de ação. Promoções referentes ao tema foram anunciadas aos quatro cantos garantindo apoio especialmente aos microempreendedores, camada mais afetada no mundo dos negócios.

Os grandes bancos foram os primeiros a ampliar prazos e datas de pagamento de empréstimos. Pic Pay, sistema de pagamento eletrônico, se mostrou ainda mais criativo ao celebrar parceria com a imobiliária Lello para parcelar valor do aluguel de maio e junho em até 12 vezes.

O Itaú, de novo ele, líder de imagem de marca, além de tudo, e da doação de R$ 1 bilhão ao projeto “Todos pela Saúde” de combate ao novo vírus, ainda firmou parceria com a Uber para oferecer 200 mil viagens aos profissionais de saúde da prefeitura de São Paulo.

Integrante de outro setor dos mais atingidos desde o início da pandemia, a Azul lançou promoção para venda de viagens em 12 parcelas a serem usufruídas entre julho deste ano e abril de 2021.

A importância do marketing e da publicidade durante a crise também pode ser medida por meio de estudo realizado pela agência Propeg, que revelou que apenas 1% da população entendia que as marcas não deveriam fazer publicidade neste período.

 

O que pensa a agência?

Mário D’Andrea, presidente da Associação Brasileira das Agências de Propaganda, comenta como a pandemia afetou a criação das propagandas. “As pessoas estão assustadas e agoniadas e, por isso, esperam conforto vindo das marcas, algo que não encontram nas notícias ou nas erráticas declarações de governos. Por isso, acredito que as marcas que estão conseguindo se conectar emocionalmente com as pessoas neste momento não serão esquecidas pelas pessoas lá na frente, quando as coisas voltarem ao normal”.

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap