fbpx
logo
logo

Viaje no tempo a bordo dos trens turísticos do interior paulista

por | fev 19, 2021 | Passeios, Turismo | 1 Comentário

O interior paulista, nas vizinhanças do Aeroporto de Viracopos, possui dois trens turísticos que são excelentes opções para quem quiser embarcar em uma viagem ao glorioso passado da região ou para quem busca apenas uma boa opção de passeio – para toda a família e, em especial, para a garotada sem aula enquanto as escolas permanecem fechadas.

Após mais de uma década de obras, o Trem Republicano voltou a percorrer os trilhos da antiga Companhia Ytuana de Estradas de Ferro (inaugurada em 1873), entre Itu e Salto. O bilhete simples, que custa R$ 77, dá direito a um assento no vagão convencional e serviço de bordo, incluindo um lanchinho. Quem optar pelo pacote “classe boutique” (R$ 322) faz a viagem em um vagão com varanda central, lounges e janelas panorâmicas, além de passeios em Salto e van para o retorno a Itu.

 

Trens turísticos - Trem Republicano
  • Save

Trem Republicano – Foto divulgação

O percurso tem apenas 7,3 quilômetros, e cada “perna” do passeio demora pouco mais de 30 minutos. Na chegada a Salto, é possível avistar por entre a densa vegetação, o monumento de 30 metros de altura dedicado à Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira da cidade, e a ponte estaiada sobre o Rio Tietê.

Neste momento, por causa da pandemia, o receptivo faz apenas uma viagem por dia, com saída de Itu às 9h e retorno de Salto às 14h30, com 50% da capacidade para manter o distanciamento social. O Trem Republicano é formado por uma locomotiva a diesel fabricada em 1952 e três carros de passageiros, sendo o primeiro da “classe boutique”. Para mais informações, acesse www.tremrepublicano.com.br.

O outro trem da região é a Maria Fumaça Campinas, que liga a estação de Anhumas à cidade de Jaguariúna, em um circuito de aproximadamente 22 quilômetros – um pequeno trecho da Companhia Mogiana do Estradas de Ferro, que no seu auge, no século passado, teve mais de 1.600 quilômetros e ligava o interior de São Paulo a Brasília.

 

Maria Fumaça_fotodivulgação
  • Save

Maria Fumaça – Foto divulgação

 

O caminho corta bonitas paisagens rurais, imponentes fazendas cafeeiras, rios e outros marcos do ciclo do café. Um dos pontos mais fotografados é a ponte sobre o Rio Atibaia, construída em 1875 e inaugurada por Dom Pedro II. Na estação de Carlos Gomes estão instaladas as Oficinas de Manutenção e Restauração do Museu Histórico Ferroviário. O museu é aberto à visitação e tem no acervo trens e carros que não circulam mais.

Várias produções de cinema e TV já utilizaram a Maria Fumaça campineira como cenário. Entre elas, as novelas “Terra Nostra”, “Cabocla” e “Éramos Seis” e os filmes “O Menino da Porteira” e “Marighella”. Os passeios são feitos aos finais de semana e no vagão do restaurante é servido um café colonial.

Os ingressos custam R$ 120 (inteira) e podem ser adquiridos com antecedência no site www.mariafumacacampinas.com.br.

1 Comentário

  1. Jandira molitor

    PARABÉNS, PELO OTIMO PASSEIO,me deu saudades

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap