fbpx
logo
logo

Rádio Vozes: tempo, tempo, tempo

por | dez 11, 2019 | Música | 0 Comentários

Celebrar é ritualizar a passagem do tempo. Eu acabo de completar 21 anos de Vozes do Brasil, a 29HORAS completa 10 anos, estamos chegando em 2020 no calendário cristão, e no judaico já estamos em 5780.

“Tempo, tempo, tempo, um dos deuses mais lindos”, diz a canção. “Tempo bom, tempo ruim”, diz uma outra, “Rainha dos Raios”. E isso é importante perceber, essa alternância do bom e do ruim, da maré alta e baixa. E lembrar que na baixa tem marisco, nem tudo está sempre ruim o tempo todo. Tem a hora do bom e o bom a gente celebra.

  • Save

Show do Vozes do Brasil no Sesc Vila Mariana

A foto que abre essa coluna foi tirada no Sesc Vila Mariana no comecinho dos anos 2000, quando eu fazia o programa ao vivo e com auditório. Já passamos por vários formatos. Do diário ao vivo até o digital que hoje distribuo pelo aplicativo Rádio Vozes.

Mas tem uma coisa que tenho amado fazer e que tem sido o mais importante na minha atuação profissional. Dar aulas. Ensinar e aprender sobre linguagem é emocionante.

Tenho mais de 30 anos de trabalho em rádio. Adoro conhecer rádios pequenas, comunitárias, polos de difusão pelo interior do país. E quando falo interior, não é necessariamente longe da água. Fui pra Ilha do Marajó uns anos atrás a convite da Caravana do Esporte e a experiência foi maravilhosa. Distribuí gravadores para jovens e adolescentes, fizemos reuniões de pauta, gravamos, editamos e colocamos no ar um programa de domingo ao vivo com um grupo de carimbó dentro do estúdio. Falamos sobre cultura, mas muito mais sobre questões ambientais que nunca haviam passado pela cabeça deles. Lixo, esgoto, um matadouro na beira do rio.

E esse ano, agora em novembro, fui convidada a ministrar uma oficina no Festival Arte na Usina. Uma iniciativa linda, que ocupa o município de Água Preta, na zona da mata de Pernambuco, a partir de uma usina de cana desativada. Há 5 anos, a fazenda abriga obras de arte, instalações espalhadas pelo Jardim Botânico, oficinas das mais diversas e uma rádio comunitária chamada Rádio Catimbó.

Criamos juntos o programa Vozes da Nação. Entrevistas, depoimentos, docs sonoros, especiais musicais. Tudo foi para o app Rádio Vozes e compartilhado com a turma da oficina.

Conversamos muito sobre linguagem. Como passar a mensagem que se deseja e atingir o público que se quer? Como falar para seus iguais? Como sair do conforto e buscar novos públicos? Eles me trouxeram um programa que é campeão de audiência em Recife chamado Bandeira 2. O locutor é um mestre! Conta atrocidades, crimes, assaltos, mortes, muita violência, como se fosse um narrador de futebol. Primeiro, a gente se assusta com o conteúdo, 5 minutos depois está rindo por causa da forma, uma loucura. Imaginei o mesmo formato levando conteúdo poético, educador, formador… seria revolucionário!

Aqui vai o link para o resultado da Oficina de Rádio 2019 do Festival Arte na Usina disponível na Rádio Vozes.

E se quiser me chamar para uma Oficina, mande uma mensagem por aqui. Feliz 2020!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap