logo
logo

Bom de copo: a quantidade de hidratação ideal

por | mar 3, 2020 | Bebidas, Saúde & Bem-estar | 0 Comentários

A ideia de que pessoas adultas devem consumir ao menos dois litros de água por dia virou um senso comum. Porém, para uma hidratação ideal é necessário observar o peso, a idade, o tipo e a intensidade da atividade física praticada e até mesmo o clima de onde se vive.

hidratação ideal
  • Save

Foto: Getty images

Para não restar dúvidas, o ideal é consumir 40 ml por quilo ao dia. Então, uma pessoa de 70 kg deve beber 2,8 litros de água. Se ela vive em um país quente, como o nosso, e ainda é ativa, há a necessidade de aumentar esse volume para 60/65 ml.

Esse número surpreende a maioria das pessoas, mas é bom lembrar que alguns alimentos potencializam a hidratação. Incluir na alimentação diária de 200 a 400 g de vegetais e frutas é um bom hábito, já que têm grande quantidade de água. Alguns chegam a mais de 90%, como o chuchu e a pera.

Outras práticas ajudam a alcançar a hidratação ideal. No trabalho, deixar uma garrafa de água acessível, que possa ser visualizada na mesa do escritório, evita a desidratação ao longo de um dia corrido. Em casa, beber um copo de água logo após ir ao banheiro, é outro hábito que auxilia a reposição. E um alerta importante: idosos devem incluir essas práticas mais vezes ao dia, por terem uma resposta mais lenta do corpo sobre a necessidade de hidratação. Portanto, quanto mais velha é a pessoa, maior deve ser a atenção à quantidade de água ingerida.

Também é preciso ter cuidado com a qualidade da água. A maioria das cidades brasileiras tem tratamento adequado para a água em suas companhias de saneamento básico.

Apesar disso, é sempre bom lembrar que a água da torneira não é para ser ingerida, por causa da presença do cloro usado durante o tratamento. Buscar filtros que contenham carvão ativado é a melhor alternativa e eles devem ser trocados a cada seis meses.

E uma dica interessante: quando há problemas com abastecimento, é o consumo da água gaseificada que pode ser o mais indicado. Como a inserção de gás na água requer um processo industrial adequado, a segurança torna-se praticamente completa.

E o pH?

Discussões nas redes sociais aumentam a busca por “água menos ácida”

Mesmo com informações compartilhadas na internet a respeito, não existe consenso científico sobre o pH alcalino e seus benefícios para a saúde. Os estudos mostram que beber água “mais ácida” não está relacionado com o desenvolvimento de doenças. Talvez a maior prova disso é que o consumo de água com limão em jejum é cada vez mais recomendado pelos médicos. Não há dúvidas de que a água, qualquer que seja, é essencial à saúde.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap