Andaluzia: Conheça a charmosa região no sul da Espanha na melhor época do ano

por | mar 8, 2022 | Coluna, Passeios, Viagens | 0 Comentários

Um passeio pela terra do flamenco na melhor época do ano aproveitando a luz da primavera, que deixa a região ainda mais bonita

Passei o fim do ano na Espanha e voltei encantado pela Andaluzia. A temperatura em pleno inverno ficou entre 8 e 15 graus debaixo de céu azul. A região é conhecida como muito quente porque termina no estreito de Gibraltar, ou seja, no norte da África. Tanto é que todos recomendam evitar o verão, quando o calor fica acima de 40 graus.

E é por isso que estou sugerindo esse passeio para a primavera local, entre março e maio, com temperaturas agradáveis e quando a luz da época embeleza mais ainda a paisagem. O roteiro é: Sevilha, Córdoba e Granada.

Sevilha, além de linda, é perfeita para caminhar. A cidade velha é uma viagem no tempo e é permeada de laranjeiras carregadas de fruta, o que dá um tom laranja em toda a região. Como essas laranjas são secas, praticamente sem suco, as árvores ficam intocadas, lotadas de fruta e parecem até ser de mentira. A arquitetura com influência moura também é belíssima.

 

Construção históricas de Córdoba, na Espanha | Foto Arquivo Pessoal

 

 

A música e a dança flamenca são expressões máximas da mescla de influências culturais que a Península Ibérica como um todo recebeu. Se quiser assistir a uma apresentação em uma casa de show, OK…, mas sinceramente não precisa. Nos lugares mais turísticos sempre há apresentações fantásticas que mostram toda a intensidade dessa arte. O que não faltam são praças, monumentos e belas catedrais para passear o dia todo. Meu lugar preferido foi a Plaza de España.

De Sevilha para Córdoba são duas horas de carro (150 km) em estrada perfeita. O fato de Córdoba ter sido uma cidade romana e um importante centro islâmico na Idade Média explica a grandiosidade das construções e da arquitetura. A famosa e imensa La Mesquita data do ano 784 e alguns séculos depois se tornou a Catedral de Córdoba. Tão grandioso quanto é o lindíssimo Alcázar de los Reyes, que na origem era um forte romano, e mistura jardins, banhos árabes e mosaicos romanos.

Por fim, é obrigatório conhecer a Puente Romano de Córdoba, do século I a.C, que merece uma pausa para meditação. A água em volta proporciona o pôr do sol mais lindo da cidade.

Mais 200 km e chegamos a Granada, aos pés da Sierra Nevada – montanha que abriga a única estação de esqui do sul da Espanha. Mas o verdadeiro impacto está na Alhambra. É simplesmente imperdível! Essa fortaleza, no topo de uma colina, reúne palácios reais e espelhos d’água da dinastia Nasrid, misturados às fontes e aos pomares dos jardins de Generalife. O nome significa castelo vermelho e é a oitava maravilha do mundo! Faça a reserva de tickets no mínimo 20 dias antes, porque é o lugar mais visitado da Espanha.

Nosso tour andaluz acaba por aqui e nem falei da gastronomia…as três cidades citadas são repletas de restaurantes e bares onde, além das tapas e do excelente presunto local, recomendo focar nos arrozes e paellas. Tenho certeza de que esses tesouros vão ficar para sempre na sua memória!

0 Shares

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link