fbpx
logo
logo

A retomada segura do turismo mundo afora

por | jun 4, 2021 | Coluna, Congonhas, Turismo | 0 Comentários

Vacinação em massa e protocolos sanitários nos aviões e nos aeroportos reativam o turismo mundo afora.

Os anúncios da retirada de restrições para circulação de turistas começaram a acontecer em diversos países ao redor do mundo. Muitas nações usam como critério a vacinação do turista, conhecido como “passaporte de vacinação”, para liberar a entrada em suas fronteiras. Em países com a imunização acelerada, como Estados Unidos e membros da União Europeia, viagens internacionais começam a ser planejadas. No Brasil, a expectativa é de que o turismo doméstico tenha forte retomada no segundo semestre de 2021, e o impulso é tão intenso que o setor poderá ter uma volta tão rápida quanto foi a súbita queda – de R$ 55,6 bilhões com a pandemia.

Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) identificou os objetivos dos brasileiros para a pós-pandemia. O principal desejo das pessoas é viajar, à frente de comprar uma casa ou um carro novo. Para que o sonho se realize, a imunização em massa é a aposta, como a experiência norte-americana já mostra. O Hopper, aplicativo utilizado para reservar viagens, observou um crescimento de quase 75% nas buscas por voos para agosto desde o fim de fevereiro nos EUA – país que deve vacinar todos os adultos ainda no primeiro semestre. As reservas de passagens por meio de plataformas digitais da American Airlines quintuplicaram no início de 2021, em comparação a 2020.

Antes mesmo da chegada de vacinas, as companhias aéreas brasileiras colocaram em prática diversos protocolos sanitários para conter a disseminação do vírus nos aviões. Todas as aeronaves são equipadas com filtros hepa, que são capazes de trocar o ar que circula dentro do avião a cada 3 minutos, eliminando 99,97% de todas as microbactérias. Esses filtros são validados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o que faz das aeronaves veículos mais seguros do que qualquer outro, como ônibus, barco e trem.

A Anvisa ainda aprovou novas medidas a serem adotadas nos aeroportos, dando maior atenção ao uso de máscaras pelos passageiros. Proteção facial do tipo N95 ou PFF2 sem válvula seguem recomendadas, assim como máscaras de pano com mais de uma camada de tecido. Os modelos que não garantem essa proteção são barrados. Essas medidas colocam a tão esperada retomada do turismo no horizonte, uma vez que o setor responde por 8% do PIB nacional e gera renda para mais de 10 milhões de brasileiros.

 

Foto: Getty Images
  • Save

Foto: Getty Images

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap