fbpx
logo
logo
Exposição “Estética da Amizade –Alfredo Volpi e Bruno Giorgi” estreia na Pinakotheke

Exposição “Estética da Amizade –Alfredo Volpi e Bruno Giorgi” estreia na Pinakotheke

Bruno Giorgi e Alfredo Volpi, 1980, Arquivo Leontina Giorgi

De 25 de março a 25 de maio, a Pinakotheke São Paulo apresenta a exposição “Estética da Amizade –Alfredo Volpi e Bruno Giorgi”.

Foram dez anos de pesquisas para construir uma exposição sobre a amizade entre dois grandes mestres da arte brasileira do século XX. Estética da Amizade, que será exibida na Pinakotheke São Paulo, procura pontuar com memórias e produção artística os 50 anos de estreita convivência entre – Alfredo Volpi (Lucca, Itália, 1896 – São Paulo, Brasil, 1988) e Bruno Giorgi (São Paulo, 1905 – Rio de Janeiro, 1993).  

A mostra reúne cerca de 100 obras – a maioria apresentada ao público pela primeira vez –, entre pinturas, desenhos e esculturas provenientes, da Coleção Leontina e Bruno Giorgi e colecionadores particulares. Os trabalhos são entremeados por fotografias, documentos, depoimentos e gravações com saborosas narrativas sobre esta amizade que perdurou de 1936 até a morte de Volpi em 1988.

No raro conjunto de numerosas pinturas de Volpi, esculturas, desenhos e telas de Giorgi, sobrepõem-se as obras surgidas de relações de amizades ou familiares, como os retratos de Mira Engelhardt e Gilda Vieira, feitos por Volpi, além de Judith, sua mulher, retratada por ele, e um desenho dedicado à sua única aluna Lore Koch; o retrato de Leontina Giorgi, as joias/esculturas projetadas por Giorgi; nus femininos assinados pelos dois artistas; retrato de Giorgi por Volpi e as cabeças de Volpi e Mario de Andrade esculpidas por Giorgi; as interpretações discordantes do poema Balada de Santa Maria Egipcíaca de Manuel Bandeira, que ambos fizeram em pintura; e até uma série de trabalhos concebidos na convivência da dupla. Há também as maquetes das obras de Brasília, quando os afrescos de Alfredo Volpi e as esculturas de Bruno Giorgi sublinharam a arquitetura de Oscar Niemeyer.

Quadro sem titulo [Retrato de Mira Engelhardt], de Alfredo Volpi

A exposição revela como o pintor, que se mudou com a família para o Brasil com apenas um ano de idade, e o escultor, ambos originários da mesma região italiana, a Toscana, compartilharam a fraterna relação e o saber artístico com igual intensidade. Não foram poucas as vezes que, com um esboço debaixo do braço, Volpi saiu de São Paulo e foi ao Rio de Janeiro discutir uma pintura com o amigo. Leontina, a quarta e última mulher de Giorgi, que muito contribuiu para a realização desta exposição, disponibilizando obras e arquivo, testemunhou muitas das longas conversas ou silêncios que os dois amigos gostavam de dividir. Ao mesmo tempo foram artistas que puderam comemorar juntos e reciprocamente virtuosas trajetórias: ambos participaram de prestigiosas exposições nacionais e internacionais, entre as quais em edições, às vezes coincidentes, da Bienal de Veneza e de São Paulo, além de conquistar vários prêmios no Brasil no exterior.

“Capoeira” de Bruno Giorgi, Jaime Acioli

O projeto foi possível graças ao empenho dos curadores da exposição Max Perlingeiro e Pedro Mastrobuono, Leontina Ribeiro Giorgi, Instituto Volpi de Arte Moderna e à equipe da Pinakotheke. Com os arquivos do marido, Leontina, a viúva de Giorgi, gravou longas entrevistas, rememorando fatos históricos e pessoais, muitos dos quais presenciados por ela. Nas suas pesquisas, Pedro, que é filho de Marco Antonio Mastrobuono, um dos primeiros colecionadores e amigo pessoal de Volpi, teve a oportunidade de encontrar informações preciosas, sobretudo entrevistas de Bruno Giorgi em Brasília, onde o pintor ítalo-brasileiro era constantemente mencionado.

Durante a exposição será lançada a publicação Estética da Amizade –Alfredo Volpi e Bruno Giorgi que, além do material da mostra, contém textos de David Léo Levisky, Rodrigo Naves e Mario de Andrade e dos curadores Max Perlingeiro e Pedro Mastrobuono, os quais destacam as personalidades que conviveram com a dupla, como Mário Schenberg, Lasar Segall, Sergio Milliet, e apresentam uma inédita biografia em ordem cronológica entrelaçada dos dois artistas, na qual é possível constatar como arte e amizade pulsavam em particular sintonia.  

“Nus Femininos”de Bruno Giorgi, Jaime Acioli

Exposição: Estética da Amizade –Alfredo Volpi e Bruno Giorgi

Visitação de 25 de março a 25 de maio de 2019

De segunda a sexta-feira das 10 às 18 h e aos sábados das 10 às 16h

Pinakotheke São Paulo

Rua Ministro Nelson Hungria 200, Morumbi, São Paulo

Telefone: 11-3758-5202

E-mail: contato@pinakotheke.com.br

Musical “Aparecida” estreia no Teatro Bradesco, em março

Musical “Aparecida” estreia no Teatro Bradesco, em março

Nossa Senhora Aparecida, um dos maiores símbolos de fé dos brasileiros há mais 300 anos

Uma história emocionante de fé indicada para pessoas de todas as religiosidades, “Aparecida”com texto de Walcyr Carrasco e direção de Fernanda Chamma, estreia no Teatro Bradesco, dia 22 de março.

Inspirada na história de um milagre real e contemporâneo, a peça conta a história do casal Caio (Leandro Luna) e Clara (Bruna Pazinato), que não tem qualquer tipo de crença religiosa. Com a esperança de curar Caio, que está prestes a perder a visão por causa de um câncer no cérebro, os jovens embarcam em uma jornada de descobrimento espiritual e testemunham parte da trajetória de Nossa Senhora Aparecida.

O espetáculo tem composições e direção musical de Carlos Bauzys, letras originais de Ricardo Severo, cenografia deRichard Luizfigurinos de Fábio Namatame, desenho de luz de César de Ramires, desenho de som de Gabriel D’Angelo e produção da MPCult.

Teatro Bradesco

Rua Palestra Itália, 500 (Shopping Bourbon), Perdizes, tel. 3670-4100. Sextas-feiras, às 21h; sábados, às 16h e 21h; domingos, às 15h e 19h30. Ingressos a partir de R$ 75.

Skol e Uber fecham parceria para facilitar a vida de foliões

Skol e Uber fecham parceria para facilitar a vida de foliões

20 milhões de latas de Skol estarão espalhadas pelos pontos de venda de São Paulo e Belo Horizonte com a mensagem: “Se beber, vá de Uber”. Foto: Divulgação

A marca de cerveja firmou parceria com a Uber para as pessoas aproveitarem a festa sem qualquer preocupação. O resultado da parceria das marcas será a criação de bolsões para embarque e desembarque nos locais de maior concentração para facilitar a vida dos foliões em São Paulo.

A empresa de mobilidade e a Skol vão montar 25 pontos de encontro, com sinalização específica e instrutores, nos locais: Sé, Pinheiros, Vila Mariana, Santana, Brooklyn, Lapa e Ibirapuera. Cerca de 120 profissionais estarão espalhados pelas ruas para transportar as pessoas.

Toda a logística da operação levou em consideração o fluxo de foliões, interdições, caminho para pedestres e as principais vias de acesso.

Esplanada Grill lança cortes nobres para compartilhar

Com o objetivo de oferecer aos comensais a experiência de degustar quatro cortes nobres em um único prato, a tradicional steakhouse Esplanada Grill acaba de lançar as opções de steaks para compartilhar.

Esplanada Grill

Tábua da Barra é a novidade no cardápio do Esplanada Grill

A novidade no restaurante na Sugestão do Chef deste mês é a Tábua da Barra (R$380), que serve quatro pessoas e ainda acompanha batata rústica e farofa Esplanada. A seleção de cortes de procedência argentina conta com porções de filé mignon e fraldinha, para quem aprecia steaks macios e com menos gordura, e também os clássicos portenhos bife de chorizo e ancho, com alto grau de suculência.

Já na tradicional casa do Esplanada Grill Ipanema, há 30 anos no bairro, a novidade é uma versão inédita de grelhado para duas pessoas. O lançamento no cardápio é a Picanha Americana de Vitela (R$290)  com aproximadamente 800g. O novo corte para ainda é guarnecido por batatas fritas e arroz carreteiro ou arroz biro-biro.

Esplanada Grill

Rua Professor Coutinho Frois, 10, Barra da Tijuca, tel. 2494-2202. De segunda a quinta, das 12h às 16h e das 19h à 0h; sexta e sábado, das 12h à 1h; domingo, das 12h à 0h.

Agência de viagens L’Espace Tours indica hotéis nos destinos ganhadores do Oscar

Agência de viagens L’Espace Tours indica hotéis nos destinos ganhadores do Oscar

Com os prêmios entregues no Oscar 2019, ontem (24/02), a L’Espace Tours, agência de viagens, indica os melhores hotéis nos arredores das locações aclamadas pela Academia. Entre os destinos premiados, são destacados: Nova Orleans, no Estado de Luisiana, do filme “Green Book: O Guia”; Foz do Iguaçu, a locação brasileira de “Pantera Negra”; o Hampton Court Palace, em Londres, de “A Favorita”; o Shrine Auditorium, em Los Angeles, importante palco de “Nasce uma Estrela”.

“Green Book: O Guia” – Luisiana, Estados Unidos

Vencedor nas categorias de Melhor Filme, Roteiro Adaptado e Ator Coadjuvante (Mahershala Ali), “Green Book: O Guia” foi praticamente todo filmado no Estado de Luisiana. O filme é sobre uma road trip de um famoso pianista e seu motorista pelo estado.

Destino diversificado, com ampla cena cultural e gastronômica, Luisiana é um lugar especial. Conhecido pelos antigos palácios dos barões de açúcar, encanta os viajantes pela arquitetura e pela beleza das florestas que cercam a região. A recomendação da L’Espace Tours é o The Ritz-Carlton, em Nova Orleans.

Hotel The Ritz-Carlton, em Nova Orleans

Com presença marcante de toques franceses em todos os pontos do hotel, o The Ritz-Carlton ainda guarda traços originais de 1908. O spa do hotel conta com mais de cem tratamentos e é ideal para aproveitar momentos especiais de descanso, desfrutando de massagens dos mais diversos tipos e com produtos pensados para cada tipo de procedimento.

“Pantera Negra” – Foz do Iguaçu, Brasil

Vencedor de três prêmios técnicos, Trilha sonora, Figurino (o 1º para profissional negro) e Direção de Arte (1º para uma mulher negra), o filme “Pantera Negra” teve como locação uma região brasileira. Palco da majestosa cidade fictícia de Wakanda, Foz do Iguaçu é um paraíso natural em terras brasileiras.

Belmond Hotel das Cataratas, em Foz do Iguaçu

A dica de hospedagem é o Belmond Hotel das Cataratas. Vizinho das Cataratas do Iguaçu, é dono de uma decoração e arquitetura impressionantes, além da gastronomia que vai do churrasco argentino a pratos tradicionais brasileiros. O hotel é um recanto relaxante em meio à floresta.

“A Favorita” – Hampton Court Palace, Londres, Inglaterra

A atriz Olivia Colman ganhou o prêmio de Melhor Atriz pelo filme “A Favorita”, gravado no Hampton Court Palace, em Londres, um castelo do século dezoito. O palácio é um importante monumento histórico que leva seus visitantes a uma verdadeira viagem no tempo, tanto por sua própria construção em si, quanto por suas instalações. A visita garante a oportunidade de conhecer os principais figurinos utilizados no filme, em exposição no local.

Brown’s Hotel, em Londres

O Brown’s Hotel é a dica para hospedagem da L’Espace Tours. A construção é um marco na história de Londres, desde a sua inauguração em 1837, e celebra hábitos europeus centenários, como o tradicional chá da tarde. O hotel cria experiências gastronômicas memoráveis graças aos seus restaurantes com degustações de vinhos, champanhes e coquetéis, além de uma belíssima fusão entre toques clássicos e modernos em seus apartamentos.

“Nasce uma Estrela” – Shrine Auditorium, Los Angeles, Estados Unidos

Filme aclamado com a estatueta de Melhor Canção para Lady Gaga na música Shallow, “Nasce uma estrela” tem como uma das principais locações a cidade de Los Angeles. Tanto na vida real quanto na ficção, o Shrine Auditorium, é destino de grandiosas premiações, como o Oscar, SAG Awards e do Grammy. No caso de “Nasce Uma Estrela”, o espaço é locação para uma cena chave da trama. Os visitantes podem desfrutar de espetáculos de todos os gêneros musicais ou produzir eventos privativos totalmente personalizados.

Hotel W Hollywood, em Los Angeles

Para conhecê-lo a dica é se hospedar no hotel W Hollywood. Um lugar que soma incontáveis qualidades, como gastronomia diversificada e refinada, toques modernos de sua decoração e arquitetura e, acima de tudo, proximidade aos principais pontos da cidade, criando uma experiência autêntica em meio à essa região tão plural.