logo
logo

Conheça Tóquio: palco das Olimpíadas em 2020

por | jan 3, 2020 | Viagens | 0 Comentários

Os encantos da capital japonesa não têm fim. Nas ruas, sua rica herança cultural encontra-se com um ímpeto inovador inigualável. São mais de 37 milhões de pessoas no frenesi da maior região metropolitana do planeta e, em julho, a multidão vai crescer ainda mais. A cidade será o palco das Olimpíadas e espera atrair 600 mil turistas com o evento. Quem for se juntar a essa massa não pode deixar de visitar alguns tesouros de Tóquio.

Tóquio

Visão de Tóquio e Monte Fuji ao entardecer. Foto: Getty Images

Com as melhores butiques, restaurantes e bares do Japão, o bairro de Ginza encanta os amantes do luxo. Para os aficionados por anime e videogame, Akihabara é a parte da cidade ideal para fazer cosplay e comprar eletrônicos de última geração a preços populares. Mesmo que você não saiba o nome, certamente já viu o Shibuya Crossing. Com oito semáforos, o cruzamento mais movimentado do planeta é um dos principais cartões-postais de Tóquio, lá passam diariamente mais de três milhões de pessoas. Kabukichō é o lugar para quem curte cair na noitada, repleto de baladas, karaokês e bares animadíssimos.

Outras opções para os amantes da boemia são Shimokitazawa, o bairro mais hipster da cidade; e os bares do Golden Gai, onde uma atmosfera do Japão pós-guerra prevalece no meio dos arranha-céus do distrito de Shinjuku. Para diversão à beira-mar, vale a pena conferir os mega outlets de Odaiba.

Templo Sensoji. Foto: Getty Images

Quem quer conhecer o lado histórico da cidade não pode deixar de passar no Palácio Imperial do Japão, que hoje acolhe um parque e a residência oficial do imperador. Também vale conhecer o belíssimo Senso-ji, templo budista mais antigo de Tóquio. No dia 25 de julho acontecerá o espetáculo de fogos do festival Sumidagawa Hanabi Taikai, no Rio Sumida.

Caso você esteja pensando em conhecer a sede das Olimpíadas de 2020, confira o nosso check-list:

1. A abertura das Olimpíadas será no dia 24 de julho (uma sexta-feira) e terminará no dia 9 de agosto. Entre os dias 25 de agosto e 6 de setembro acontecerão também os jogos Paralímpicos.

2. Os jogos acontecerão em 42 lugares diferentes do Japão; a maior parte em Tóquio, em duas regiões: a Heritage Zone, onde estão concentrados os prédios renovados das Olimpíadas de 1964; e nas proximidades da Baía de Tóquio, onde estão as novas construções que prometem ser verdadeiros modelos de desenvolvimento urbano. Haverá também jogos em cidades próximas da capital e em centros distantes como Hokkaido e Fukushima.

3. No Brasil, quatro companhias fazem essa operação: Quickly Travel, Century Travel, Ambiental Travel Experience e MATCH Hospitality. Segundo o Comitê Organizador de Tóquio 2020, os ingressos devem variar de R$ 85 a R$ 4,4 mil. Já as cerimônias de abertura e encerramento vão de R$ 420 a R$ 10,3 mil.

Distrito de Kabukicho; ponto turístico famoso da cidade. Foto: Getty Images

4. Uma cidade pontilhada por hotéis de todos os estilos, preços e estruturas, Tóquio terá, compreensivelmente, uma alta de preços durante as Olimpíadas. É importante lembrar que os hotéis em Tóquio costumam cobrar a estadia por pessoa. Seja o quarto de solteiro ou de casal, o preço é relativo à quantidade de hóspedes.

5. O transporte público em Tóquio é um primor, capaz de levar o cidadão a qualquer ponto da cidade – só o metrô tem mais de 100 estações espalhadas em 18 linhas. Um alerta: o metrô pode estar bem cheio. Uma boa notícia: ciclistas são bem-vindos, o Japão é o terceiro país com maior número de bicicletas do mundo, atrás da Holanda e da Dinamarca. Quem deseja visitar outras cidades, pode usar o Japan Rail Pass, um cartão que permite viagens de trem intermunicipais ilimitadas por US$ 285 semanais.

6. Para brasileiros é obrigatório tirar o visto, por isso é necessário ir ao Consulado do Japão mais próximo de sua cidade. Os voos têm duração média de 28 horas e fazem escala quase sempre nos Estados Unidos, na Europa ou em Dubai. É melhor evitar os EUA, pois será necessário tirar também o visto americano. Tóquio tem dois aeroportos: Haneda, o maior do Japão, localizado mais próximo do centro da cidade; e o Narita, mais afastado e que recebe a maioria dos voos internacionais.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *