logo
logo

Dicas para empreender no franchising

por | jun 5, 2018 | Franquias | 0 Comentários

Coach e consultor de negócios, Ricardo Ferraroni fala sobre o que é essencial para ser um bem-sucedido empreendedor do franchising:

Seja por necessidade ou por sonho, todo mundo já pensou em abrir um negócio. Mas, antes de se lançar nesse caminho, é preciso refletir se você reúne as condições necessárias para isso.

Você pode ser ou ter sido um executivo de sucesso, ou um excelente funcionário, mas essas qualidades não garantem o êxito nesta nova fase.

Está certo que, no franchising, a taxa de mortalidade de negócios informada é muito baixa, apenas 3% contra 23% no geral, e isto pode até parecer pouco – desde que você esteja do lado de fora das estatísticas. Por isso, preste atenção nos detalhes para não perder, literalmente, o todo.

As preliminares:

objetivos, planos & metas

Para se estabelecer seriamente em qualquer negócio e ter sucesso você precisa estar disposto a abrir mão de muitas coisas e a mudar significativamente o seu comportamento profissional mas, principalmente, deve aprender a ter e perseguir metas específicas. Estamos acostumados a ter objetivos sem planos e planos sem prazos. Com um negócio nas mãos você precisará ter metas de qualidade, de faturamento, de lucratividade e acostumar-se a persegui-las com uma obstinação militar, se quiser resultados relevantes.

Ajuste seu modo mental

Diz o ditado que “quem tem vontade, já tem mais do que a metade…” mas, se você não for um líder nato ou não for o tipo de pessoa que gosta de comandar, de ficar atento a todos os detalhes e exigir perfeição em tudo que faz, sinto muito, mas deveria se esforçar para agregar pelo menos algumas destas características ao seu comportamento antes de dar o próximo passo.

Lucro ou status

Antes de se decidir pela franquia dos seus sonhos (e a que seu capital pode bancar), você precisará focar e sintonizar seu pensamento no canal certo: sair do “desejo e status” e entrar no “negócios e oportunidade”. A “franquia dos seus sonhos” pode até lhe trazer prazer e status, mas não necessariamente vai proporcionar os lucros desejados.

Será essencial avaliar friamente o contexto do negócio: potencial da marca × concorrentes (atuais e futuros), qualidade dos produtos × preços e, principalmente, custos totais da operação × o lucro bruto gerado nas vendas.

Se estes conceitos são complicados para você, não se envergonhe: contrate um consultor de negócios. Eu te garanto que este será o investimento mais rentável que já fez na vida.

Vencidas todas estas etapas preliminares, começa a negociação com o franqueador. Lembre-se: o poder está com você, você é o investidor, e não o contrário. Seja exigente com a empresa/marca na qual você investirá, mas seja ainda mais exigente com você mesmo para decidir com clareza onde vai investir, nos próximos anos, o bem mais valioso que você tem: o seu tempo. Bons negócios!

+ 4 CONSELHOS DE EXPERTS:

1-) Voto de confiança

“Há um valor importantíssimo nesse modelo de negócio: a confiança. Num sistema de franquia, para além dos contratos, a base é o elo entre franqueador e franqueado. Para que o sistema funcione bem as pessoas precisam ter segurança de que as regras serão seguidas. Por isso, é importante trocar muitas informações com o franqueador antes de começar a empreender.”

Ricardo Young, um dos fundadores da Associação Brasileira de Franchising

2-) Garimpo cuidadoso

“Além de pesquisar o mercado e a empresa escolhida, é fundamental conversar com empresários do segmento eleito para entender as nuances do negócio. É preciso fazer uma imersão de qualidade antes de abrir a franquia”.

Rodrigo Palermo de Carvalho, consultor do Sebrae SP

3-) Paixão no pacote

“Tudo é muito cíclico, por isso o empresário não deve investir no negócio porque “esta é a bola da vez”. O que deve nortear a escolha é a afinidade e o interesse emocional. Também é essencial ser polivalente, saber lidar com RH, finanças, logística, controle de estoque. A visão do todo é essencial”.

André Friedheim, vice-presidente da ABF, Associação Brasileira de Franchising

4-) Onipresença e garra

“Engana-se quem pensa que o negócio próprio trará tranquilidade e mais tempo de folga. Muita dedicação e horas extras de trabalho estão previstas não só na largada, como durante todo o processo. É preciso disposição e disciplina para o trabalho duro e a presença constante no negócio.”

Paulo Mendonça, consultor em franchising da Ponto de Referência

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *