logo
logo

Rádio Vozes: André Mehmari e o Clube da Esquina

por | out 10, 2019 | Música | 0 Comentários

A escolha de hoje é o repertório do Clube da Esquina recortado por André Mehmari, que alento… Na primeira faixa, o sol já esquenta como deve ser. Um trio de músicos excepcionais com arranjos divinos para esse cancioneiro de grande sofisticação harmônica e melódica, produzido por esses mineiros que a gente ama tanto. Estive com Toninho Horta outro dia, bem de pertinho, no palco com ele e sua guitarra, e falamos disso. Do que amamos nesse Brasil tão lindo, tão rico, diverso e musicalmente interessante.

André Mehmari

O pianista e arranjador André Mehmari

Estou na “Suíte Clube da Esquina Parte II” e ouço o piano de André solando “em tudo se faz canção e o coração na beira de um rio, rio, rio…”, que delícia! No disco, André Mehmari toca piano acústico e elétrico, synths, órgão, acordeon e sopros. Entra a energia de “Cravo e Canela” e abro as janelas todas da sala. No contrabaixo, Neymar Dias pontua lindamente e Sergio Reze comenta com sua bateria e gongos melódicos. Que trio!

Todo o lirismo de “Um Girassol da Cor do Seu Cabelo” me lembra que somos o país campeão nessa mágica que é fazer o perfeito casamento entre letra e música. E mais: somos férteis em instrumentistas incríveis, como os rapazes desse trio. Reinventando a beleza do que já era tão perfeito. Acrescentando autoralidade, personalidade e trazendo para hoje esse repertório lá dos anos 1970, um repertório clássico revisto com ousadia e respeito. Afinado com o que há de mais novo no universo da música instrumental. Esse novo que me interessa. Porque gosto de ouvir as camadas de informação, de perceber as sutilezas, o trabalho sobre a obra consagrada.

Sigo minha escuta andando pela casa, bebendo água fresca do filtro de barro, cuidando das plantas e das cachorras. A beleza tomou conta da minha manhã. Os mares de morros de Minas traduzidos nessas notas, as surpresas que os arranjos me dão, ora leves e delicados, ora intensos, ritmados, profundos. Entra um vento bom e aumento o volume pra ouvir a belíssima “Me Deixa em Paz”.

Se você conhece o repertório, a viagem é ainda mais interessante porque as referências são muitas e é delicioso encontrá-las. Mas também é muito bom fazer por aqui a introdução a esse mundo.

O mundo da música brasileira, que nos leva para dentro desse país colorido e solar como a capa desse trabalho. Um país que uma música como essa não nos deixa esquecer.

“Na Esquina do Clube com o Sol na Cabeça” é o nome do disco. Corra para ouvir.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *