logo
logo

Rádio Vozes: a música e as estações do ano

por | nov 15, 2019 | Música | 0 Comentários

Uma das minhas coletâneas preferidas se chama “Jazz for a Rainy Afternoon”. Achei acertadíssima a escolha dos temas e a relação com o título tão poético quanto inspirador. Recebi num disco promocional nos anos 90, quando fazia programação para a boa e velha Rádio Eldorado FM.

Dona Onete, cantora e compositora paraense de carimbó. Foto: Divulgação

O disco não tenho mais, mas o conceito ficou impresso em mim e sigo fazendo minhas listas de jazz para dias chuvosos, para dias solares, para dias quentes, para dias frios…

O verão aqui para nossos lados tropicais está chegando e podemos fazer a mesma brincadeira alterando a estação. É quase lugar comum ouvir samba, axé, e fazer uma mega lista de forró bem dançante para celebrar a chegada da temporada das praias. Por outro lado, fico pensando em temas “refrescantes”, ao menos para mim. Música africana com guitarras harmoniosas e vozes femininas, a música francesa charmosíssima de Henry Salvador, o carimbó chamegado de Dona Onete de Belém do Pará… Quase todas me remetem ao mar… Uma seleção contemporânea e brasileira tem que ter Silva com seu “Entardecer” e Mahmundi com “Eu Quero Ser o Mar”. Uma seleção de hits clássicos do calor chegando tem que ter “Anunciação” de Alceu Valença e poderia ter “Uma Noite e Meia” com Marina, mas eu prefiro “Criança”, que tem uma levada que é da praia e um clipe maravilhoso. Aliás, Marina Lima é playlist de praia para toda uma vida.

Para falar de mar mesmo tem Adriana Calcanhotto com “Ogunte”, que é forte, atual, um manifesto; tem Dorival Caymmi sempre; tem Maria Bethania falando de amor e medo em uma canção que reúne dois compositores muito populares em uma só canção: Jorge Vercilo e Ana Carolina em “Eu Que Não sei Quase Nada do Mar”.

Para a primavera também temos muitas canções, uma das mais bonitas e bem pouco conhecida é de José Miguel Wisnik, aqui vai um pedaço da letra: “A primavera é quando ninguém mais espera / E desespera tudo em flor / A primavera é quando acredita / E ressuscita por amor…”

Para o outono, Ed Motta fez a linda “Outono no Rio” que faz uma deliciosa referência a “April in Paris” cantada por Ella Fitzgerald. Jazzy, meio bossa, meio friozinho… passeando pela Guanabara, um luxo de trilha.

Agora, se você vai aproveitar o verão aqui para fugir para o frio, esquiar, se enrolar em cobertores, volte para o “Jazz for a Rainy Afternoon” e se aprofunde em Thelonius Monk, John Coltrane, Miles Davis, nada mais aconchegante do que uma balada com esses monstros. Não falo de free jazz, be bop, estilos que podem ser bons para descer a montanha de snow board… Eu falo de balada mesmo. Para depois do esqui.

Enfim, eu vou para praia e levo minha seleção. Siga seu roteiro e leve a música junto. Na sua memória afetiva, elas vão fazer uma enorme diferença.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *