logo
logo

Lançamento de Tony Bellotto é indicação de leitura na quarentena

por | maio 19, 2020 | Cultura, Literatura | 0 Comentários

Durante a quarentena, a arte ajuda a aliviar e até mesmo canalizar as tensões. E é por meio da literatura que viajamos a outros mundos para além das paredes de casa. Lançado pela Companhia das Letras, “Dom” é uma boa indicação de leitura para este momento, principalmente para aqueles que não abrem mão da ação com reflexão à moda brasileira.

Livro de Tony Bellotto, a capa tem ilustração do colaborador da revista 29HORAS André Hellmeister, do Estúdio Collages, e está disponível para compra online na Livraria Travessa e no site da editora.

Livro "Dom" de Tony Belotto

Livro “Dom” de Tony Belotto

Dom

Para sustentar o vício em cocaína ou simplesmente pela emoção, Pedro Dom passou a roubar. Nascido em 1981 em uma família carioca de classe média, aos vinte anos ele já era um assaltante procurado.

No romance, Tony Bellotto conta não apenas a trajetória de um jovem fora da lei – desde a adolescência até sua morte em 2005, aos 23 anos, quando foi baleado pela polícia –, mas a história de um país marcado por profundas desigualdades sociais, de uma guerra às drogas que parece infinita, de uma máquina estatal cujos agentes corruptos rivalizam com aqueles que já perderam ou estão prestes a perder as esperanças.

À medida que descortina o panorama dramático da vida de Pedro, em especial sua relação com o pai – um agente da polícia aposentado que durante anos trabalhou no combate ao tráfico e fez parte do Esquadrão da Morte na ditadura –, a narrativa de Bellotto alcança um ritmo vertiginoso, de impacto profundo.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *